Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de motos em janeiro recua 15 anos

Mercado | 16/02/2016 | 15h47

Venda de motos em janeiro recua 15 anos

Fabricantes de Manaus repassaram à rede menos de 76 mil unidades

MÁRIO CURCIO, AB

Os fabricantes de motos instalados em Manaus repassaram às concessionárias em janeiro 58,8 mil unidades, o pior número para o mês desde o distante 2001. Vale dizer que naquele ano havia cinco empresas montando motos no Amazonas. Hoje são 12. Na comparação com janeiro de 2015 a queda é de 43,6%. Os números são da Abraciclo, associação que reúne fabricantes do setor. O confronto com dezembro de 2015 revela retração de 15,1%. Segundo o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, esse comparativo “reflete o período de férias coletivas de dezembro. Além disso, as fabricantes aproveitaram o início do ano para ajustar os estoques nas fábricas e nas redes”.

A produção de motocicletas no primeiro mês do ano teve 75,9 mil unidades, neste caso o pior resultado para janeiro desde 2002. O volume montado no primeiro mês de 2016 foi 37,8% menor que o de janeiro de 2015. A retração na montagem de motocicletas é semelhante à anotada na fabricação de caminhões (-38,7%) e reflete a persistência da fraca demanda e estoques elevados em dois setores bastante diferentes, mas igualmente afetados pela falta de confiança do consumidor.

As vendas exportações de janeiro somaram 3,3 mil unidades e registraram expansão de 53,4% em relação a janeiro de 2015.

EMPLACAMENTOS “REAIS” DENOTAM QUEDA DE 27,7%

As motos emplacadas em janeiro somaram 96,2 mil unidades, resultando em queda 11,4% em relação ao mesmo mês de 2015. Essa retração bem menor que as da produção e vendas no atacado foi mascarada por um grande número de ciclomotores lacrados em razão de uma mudança no código de trânsito, que não permite mais que esses veículos de 50 cc continuem rodando sem placa.

A partir de dados do Renavam, a Abraciclo descontou dos emplacamentos de janeiro os ciclomotores com ano-modelo 2014 ou mais antigos e chegou a 78,5 mil unidades, volume 27,7% menor que o de janeiro de 2015. O número inflacionado pelos ciclomotores fez com até com que a Shineray figurasse em janeiro como segunda colocada no ranking das marcas, à frente da Yamaha.



Tags: Motos, motocicletas, Manaus, Abraciclo, Marcos Fermanian, caminhões, exportações.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência