Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 28/01/2016 | 20h00

PSA Peugeot Citroën anuncia joint venture para voltar a produzir no Irã

Parceria com a Iran Khodro investirá € 400 milhões nos próximos 5 anos

REDAÇÃO AB

A PSA Peugeot Citroën anuncia um novo acordo de joint venture com a Iran Khodro (IKCO) para voltar a produzir seus veículos no Irã após 36 anos das sanções internacionais sobre o país e que chegaram ao fim há pouco mais de uma semana com a entrada em vigor do novo acordo nuclear. A sociedade cujo capital será repartido em 50/50 planeja investir até € 400 milhões nos próximos 5 anos em capacidade produtiva e P&D para fabricação local dos modelos 208, 2008 e 301.

O acordo foi assinado na quinta-feira, 28, na ocasião da visita oficial do presidente do Irã, Hassan Rohani, a Paris, na França. Com a joint venture, a Peugeot retoma as relações comerciais e contratuais relativas à fabricação de seus veículos naquele mercado onde está presente há 50 anos e que no passado já produziu seus modelos também em parceria com a IKCO. A joint venture será baseada no polo industrial de Teerã com produção e utilização da mesma plataforma pelas duas empresas. Os primeiros veículos deverão sair da linha de produção da unidade de Teerã no segundo semestre de 2017.

A transferência de tecnologias e do nível de conteúdo local ocorrerá depois da entrada em vigor do acordo definitivo, prevista para meados de 2016.

“A assinatura desse acordo estratégico encerra o capítulo da época das sanções internacionais e representa para a PSA e para a Iran Khodro a possibilidade de escrever uma nova página de sua história. Nossa ambição conjunta é propor aos nossos fiéis clientes produtos de alta tecnologia, para uma mobilidade nos melhores níveis de conforto, segurança e respeito do meio ambiente”, declarou o presidente mundial da PSA Peugeot Citroën, Carlos Tavares.

O presidente e CEO da IKCO, Hashem Yekehzare, comemorou: “Essa parceria estratégica com a PSA vai criar para ambas as partes uma plataforma que permitirá capitalizar as vantagens competitivas das duas sociedades, particularmente em termos de tamanho, tecnologia e objetivos de longo prazo. Um aspecto essencial dessa parceria é a possibilidade de oferecer aos clientes a melhor tecnologia automotiva a um custo competitivo”.

O Irã faz parte da estratégia de desenvolvimento da Peugeot no Oriente Médio e África, regiões que constituem como o terceiro pilar de crescimento internacional do Grupo PSA Peugeot Citroën. Em 2015, o grupo vendeu 180,2 mil veículos na região em 2015, um crescimento de 6,4 %. Em sua estratégia, a PSA projeta alcançar vendas de um 1 milhão de veículos no Irã em 2025, quando a perspectivas apontam para um mercado de 8 milhões de unidades.

O mercado iraniano alcançou em 2011 um pico de 1,6 milhão de veículos. Ele deve voltar a esse nível dentro de dois anos, antes de chegar aos 2 milhões de veículos/ano em 2022. A frota de modelos Peugeot em circulação no país é estimada em 4 milhões de veículos.



Tags: PSA Peugeot Citroën, joint venture, investimento, Irã, Iran Khodro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência