Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
GM eleva projeção de lucro e de recompra de ações para 2016

Internacional | 13/01/2016 | 15h02

GM eleva projeção de lucro e de recompra de ações para 2016

Prevê ganhos de até US$ 5,75 por ação e mais US$ 4 bi para retomada de papéis

REDAÇÃO AB

A General Motors elevou sua projeção de lucro para 2016 que prevê de US$ 5,25 a US$ 5,75 por ação para o ano contra a perspectiva anterior de US$ 5 a US$ 5,50 divulgada em 1º de outubro de 2015. Com a nova projeção, o conselho da montadora aprovou o aumento do valor do plano de recompra de ações para o ano, de US$ 5 bilhões para US$ 9 bilhões, além de prorrogar o programa até 2017. Em comunicado divulgado na quarta-feira, 13, a GM informa que já recomprou US$ 3,5 bilhões dos US$ 5 bilhões em ações no plano anunciado no ano passado. A empresa também autorizou um aumento de 6% do dividendo trimestral regular das ações ordinárias em 6%, de US$ 0,36 para US$ 0,38, já a partir deste trimestre.

O novo anúncio da GM ocorre um dia após a Ford projetar lucro recorde para 2016 e um dividendo especial de US$ 1 bilhão.

“Fizemos progressos significativos ao executar nosso plano estratégico e os resultados estão sendo demonstrados por meio dos rendimentos melhorados”, disse a chairman e CEO da GM, Mary Barra, na sede da empresa em Detroit (EUA) antes de apresentar as perspectivas em uma conferência no Deutsche Bank. “Esperamos fortes margens na América do Norte e China mesmo com menor desempenho na Europa”, acrescentou.

Barra disse que a empresa continuará a executar seu plano que prevê atingir de 9% a 10% de margem ajustada ao Ebit no início da próxima década. Segundo ela, a estratégia prevê um crescimento sustentado do negócio a partir de ações como investimento em produtos e tecnologia, aumentar a participação das marcas Chevrolet e Cadillac no mundo, gerenciamento dos negócios na China visando o crescimento, gerenciamento da GM Financial também visando o crescimento e proporcionar ações de eficiência operacionais.

Parte do otimismo da GM vem do mercado de veículos leves este ano nos Estados Unidos, que bateu recorde de vendas em 2015 com 17,5 milhões de unidades, entre leves e pesados, e para o qual a montadora espera ligeiro crescimento neste ano. Entre os lançamentos previstos naquele mercado para este ano estão os sedãs Chevrolet Malibu e Buick Lacross, além dos SUVs da GMC Acadia e Cadillac XT5.

Segundo Dan Ammann, presidente da GM, outro ponto que vai melhorar o desempenho financeiro é o investimento em carros mais eficientes. “Tomamos uma massa significativa de nossos veículos. Isso vai nos permitir ser complacentes em economia de combustível no futuro com motores e transmissões menos caros.”

O executivo ressaltou que a empresa está produzindo mais modelos com a mesma plataforma, especialmente em mercados emergentes, o que reduz os custos de desenvolvimento. No ano passado, a empresa anunciou um plano para investir US$ 5 bilhões no desenvolvimento de novos veículos para os mercados do México, Índia e China. “Uma mesma plataforma vai sustentar esses veículos, substituindo vários conjuntos caros de hardware”, afirmou Ammann.

A empresa informou que definiu diversas ações a fim de melhorar a eficiência do capital, resultando em uma redução significativa nos custos a longo prazo. No curto prazo, a GM espera manter entre 5% a 5,5% a fatia das despesas de capital, como o desenvolvimento de novos veículos. “Ao longo do tempo, poderá reduzir essa despesa e promover maior retorno aos acionistas”, completou Ammann.



Tags: General Motors, GM, lucro, dividendos, recompra de ações, Mary Barra.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência