Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 08/01/2016 | 15h01

Banco Volkswagen capta R$ 1 bilhão em recursos no Brasil

É a terceira emissão efetivada pela instituição por meio do FIDC

REDAÇÃO AB

O Banco Volkswagen captou R$ 1 bilhão por meio do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) em dezembro passado, a terceira emissão do gênero efetivada pela instituição considerada o maior banco de montadora do País segundo ranking do Banco Central.

A primeira emissão foi concluída em julho de 2012 e a segunda, em dezembro de 2013. A captação de recursos por meio de securitizações (operação de crédito caracterizada pelo lançamento de títulos com determinada garantia de pagamento) é uma estratégia global da Volkswagen Financial Services. O produto recebe mundialmente o nome de driver global program e já é familiar a grandes investidores locais.

Baseada na oferta pública registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), esta foi a maior operação de securitização realizada em 2015.

Para Herbert de Souza, tesoureiro da companhia, a terceira emissão de FIDC consolidou o Banco VW no mercado de capitais e securitização no País. “Em junho de 2015 emitimos a 4ª letra financeira e agora, em dezembro, o 3° FIDC. A constante e forte presença da Volkswagen Financial Services no mercado de capitais e securitização já é uma realidade.”

Para Rafael Teixeira, diretor de back office da empresa, “os resultados obtidos confirmam a estratégia de longo prazo da Volkswagen Financial Services Brasil no mercado de capitais local”.

O fundo possui prazo de cinco anos e três classes de cotas. As seniores, últimas a sofrerem perdas em caso de problemas com os títulos, somaram R$ 993,6 milhões. Com a mais alta classificação de risco (triple A), essa remuneração é composta pela taxa do CDI mais 1,75% ao ano, a menor ofertada aos investidores durante o bookbuilding. A alta procura pelos papéis possibilitou aumentar a oferta inicial em 35%, de R$ 736 milhões para R$ 993,6 milhões.

As cotas mezanino, com nível intermediário de proteção, somaram R$ 15,3 milhões, com remuneração de CDI mais 2,85% a.a. Por fim, a cota subordinada somou R$ 81,9 milhões. Nesta última modalidade, as cotas ficam com a própria Volkswagen Financial Services Brasil.



Tags: Banco Volkswagen, recursos, crédito, Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, FIDC.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência