Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 06/01/2016 | 19h50

Vetorazzi é novo diretor de peças e serviços da PSA

Executivo vem da Renault e assume lugar que era ocupado por Paulo Solti

REDAÇÃO AB

A PSA Peugeot Citroën tirou da Renault o seu novo diretor de peças e serviços para a América Latina. Profissional que tem cerca de 20 anos de experiência na indústria automotiva, especialmente em cargos de pós-venda, vendas e marketing, Alessandro Vetorazzi assumiu na PSA na quarta-feira, 6, o posto que vinha sendo acumulado por Paulo Solti, que desde junho assumiu a direção geral das marcas Citroën e DS no Brasil.

Vetorazzi trabalhava na Renault do Brasil desde 1996, onde em 2012 passou a ocupar a direção de pós-venda da marca. Na PSA, portanto, terá funções parecidas, respondendo diretamente a Carlos Gomes, presidente do grupo no Brasil e América Latina.

O executivo é formado em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia Mauá e possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) de São Paulo – curiosamente, formação quase igual a de Paulo Solti, que tem formação acadêmica nas mesmas instiruições.

“O Grupo PSA vive um momento importante na América Latina e no mundo. O plano Back in the Race, implementado pelo presidente mundial Carlos Tavares já nos trouxe grandes resultados. Junto-me ao Grupo para este grande desafio profissional e para contribuir na área de pós-venda, onde a PSA já realiza um trabalho sólido na região, sempre com muita qualidade e foco na satisfação dos nossos clientes”, declarou em nota Vetorazzi.



Tags: PSA Peugeot Citroën, carreira, Alessandro Vetorazzi, executivo, Renault, peças e serviços, aftermarket.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência