Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 11/12/2015 | 19h50

Renault-Nissan entra em consenso com governo francês

Acordo acontece depois de meses de disputa por poder dentro da organização

REDAÇÃO AB

A Renault enfim entrou em acordo com a parceira Nissan e o governo francês, encerrando uma queda de braço por poder que começou em abril. Depois de reunião de mais de cinco horas com os membros do conselho de administração na sexta-feira, 11, Carlos Ghosn, CEO da aliança franco-nipônica, anunciou medidas que delimitam o poder da França dentro da Renault e a sua influência na aliança.

Ficou estabelecida participação de 17,9% ao governo com direito ao voto na companhia francesa. Este porcentual pode aumentar para 20% em casos incomuns, em reuniões que contem com número muito alto de acionistas para decisões não-estratégicas. Outra medida é que as montadoras parceiras mantenham a participação que já têm uma na outra sem, no entanto, permitir que o governo francês interfira na empresa japonesa. As medidas entram em vigor em abril de 2016. Dessa forma fica assegurada a independência da Nissan.

A tensão entre a aliança e o país começou em abril deste ano, quando o ministro da Economia, Emmanuel Macron, aumentou a presença da França no controle acionário da empresa sem consultar ou informar Ghosn. O movimento pretendia garantir que o governo tivesse condições de vetar qualquer medida de alto impacto nos interesses locais, como cortes de empregos, por exemplo.

O mal-estar causado pela ofensiva chegou à Nissan. Internamente, começou a crescer a pressão para que a empresa aumentasse a presença na montadora-irmã, já que a Renault tem 43,4% de participação na Nissan, mas a empresa japonesa detém apenas 15% das ações da Renault.



Tags: Renault, Nissan, França, governo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência