Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
PSA inicia produção do novo Citroën Aircross
O novo Aircross no fim da linha de montagem de Porto Real

Lançamentos | 11/11/2015 | 17h00

PSA inicia produção do novo Citroën Aircross

Fábrica investe R$ 150 milhões para fazer o modelo em Porto Real

PEDRO KUTNEY, AB | De Porto Real (RJ)

O novo Citroën Aircross, que chega às concessionárias da marca francesa em dezembro, começou a ser produzido comercialmente na quarta-feira, 11, na fábrica brasileira do grupo PSA Peugeot Citroën em Porto Real (RJ). Segundo o fabricante, foram investidos R$ 150 milhões na renovação do carro, que é o último dos produtos incluídos no atual ciclo de investimentos anunciado pela empresa para o período 2012-2015 na ampliação e modernização da unidade industrial, além do desenvolvimento de novos modelos.

Fabricado desde 2010 na planta do sul-fluminense, onde já foram feitas mais de 50 mil unidades, o Aircross foi desenvolvido pela engenharia da PSA especificamente para os mercados latino-americanos. E segue sendo um produto regional, exportado em maior número só para a Argentina. Ele é uma derivação da minivan C3 Picasso, mas com pegada de SUV compacto. Com a chega do novo Aircross, o C3 Picasso sai de linha, pois será substituído por versões sem o estepe fixado na tampa traseira.

O Aircross 2016 recebeu importantes modificações de design, principalmente no painel interno, materiais da cabine e na dianteira, agora mais conectada com o estilo global de outros carros da marca, mas não teve alteração da plataforma mecânica – que segue sendo a mesma sobre a qual são montados todos os carros produzidos em Porto Real (os Peugeot e 208 e 2008 e os Citroën C3 e o próprio Aircross). Opções de motorização e câmbio não mudam. O carro ganhou melhorias em uma renovação de meia-vida, para aguentar mais algum tempo enquanto não chegam ao Mercosul as novas plataformas desenvolvidas pela PSA, previstas para desembarcar nas fábricas do grupo no Mercosul só a partir de 2017.

Todo o trabalho de renovação do Aircross foi feito no Brasil por uma equipe multinacional de brasileiros, argentinos e franceses instalados no Latin America Tech Center, o centro de pesquisa, desenvolvimento e design da PSA Peugeot Citroën na região. Segundo a empresa, as cerca de 200 pessoas envolvidas dedicaram 16 mil horas ao projeto. Foram desenvolvidas mais de 190 novas peças em conjunto com 42 fornecedores. O carro tem índice de reciclabilidade de aproximadamente 95% e agrega 27 kg de materiais verdes, como carpetes feitos de PET reciclado e revestimentos feitos com fibras naturais.

O Aircross chega à linha de produção que vem passando por uma série de modernizações, mais fortemente no último ano, com enxugamento de estoques e revisão de processos para aumentar produtividade e qualidade. Entre as melhorias foram adotadas barreiras de qualidade em alguns pontos-chave da linha, com o objetivo de não deixar passar adiante nenhum problema de fabricação. Com o aperfeiçoamento, a planta de Porto Real subiu da oitava para a quinta posição no ranking de qualidade das 18 fábricas de veículos do grupo PSA no mundo.



Tags: PSA Peugeot Citroën, Aircross, Porto Real, Rio de Janeiro, investimento, fábrica, lançamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência