Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volkswagen pode ter fraudado controle de emissões de mais motores

Internacional | 19/10/2015 | 20h14

Volkswagen pode ter fraudado controle de emissões de mais motores

Ultich Hackenberg, da Audi, é suspeito de ter liderado esquema

REDAÇÃO AB

A fraude no controle de emissões pode se estender a outros motores do Grupo Volkswagen. Informações obtidas pela agência Reuters indicam que outros três propulsores fora da família EA189 a diesel contam com o software que burla a os testes de emissões. As fontes apontam que a companhia teria adulterado quatro famílias de motores.

Se a desconfiança se confirmar, o número de pessoas envolvidas no esquema pode ser maior do que o esperado, já que seria necessário financiar continuamente uma equipe capaz de garantir que o software fosse instalado em diferentes propulsores.

Informações da própria Reuters apontam, no entanto, que os funcionários do Grupo Volkswagen envolvidos no caso não passam de 10, contrariando suspeitas anteriores de que seria um grupo de cerca de 30 pessoas (leia aqui). Quanto mais executivos do alto escalão fizerem parte do esquema, mais a companhia deve ser considerada responsável, com penalidades maiores.

A investigação criminal da empresa na Alemanha constatou que mais de duas pessoas estão envolvidas no caso, “mas consideravelmente menos de dez”, segundo declarou um porta-voz da promotoria de Brunswick, cidade do norte do país, próxima à Wolfsburg, onde fica a sede da Volkswagen.

As suspeitas recaem sobre Ulrich Hackenberg, diretor de desenvolvimento da Audi, que, ao lado de Wolfgang Hatz, que ocupa cargo equivalente na Porsche, pode ter liderado as ações para burlar as regras de emissões. Hackenberg é tido como um dos grandes engenheiros automotivos da Alemanha, responsável por uma série de evoluções na gama de produtos do Grupo Volkswagen.

Um dos exemplos é a plataforma modular MQB, cujo projeto foi liderado por ele. Ser acusado como responsável soaria como um fim triste para a carreira de sucesso do executivo de 65 anos. Também seria irônico ter um dos líderes da Audi como articulista do esquema, já que a empresa é exemplo de boas práticas dentro do grupo.



Tags: Volkswagen, motor, diesel, fraude, escândalo, Audi.

Comentários

  • Samuel Rocha

    A VW não é uma empresa etica, perdeu sua credibilidade e confiança. Os autos executivos sabiam do problema e tiveram atitude para resolve-lo. Nunca mais compro carros da VW, pois uma empresa sem valores não respeita a sociedade e o meio ambiente. Voce é uma VERGONHA VW!!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência