Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 18/08/2015 | 17h47

Jaguar lança XE e quer dobrar vendas no Brasil

Sedã parte de R$ 169.900 e chega aos consumidores a partir de outubro

GIOVANNA RIATO, AB

A Jaguar Land Rover abriu a pré-venda do Jaguar XE, sedã que chega com a missão de dobrar o volume de vendas da marca no Brasil nos próximos 12 meses. A expectativa da empresa é vender 600 unidades do modelo no período e alavancar o volume total de emplacamentos para cerca de 1,2 mil unidades por ano. As vendas efetivas começam em outubro na rede de 43 concessionárias da fabricante no País.

Este crescimento não será alcançado apenas pelo charme britanico que o diretor de marketing da empresa, Gabriel Patini, assegura que o carro tem. A principal ferramenta da fabricante está na diversificação de preços e de equipamentos que o automóvel oferece. “Queremos que o XE seja a escolha mais inteligente do segmento. Vamos entregar o que concorrentes não oferecem”, almeja, destacando que o objetivo é competir na gama mais alta dos sedãs premium.

Rubem Barbosa, diretor de vendas da Jaguar Land Rover, acredita que o preço será grande atrativo, despertando o interesse de clientes que julgavam a marca inatingível até então. “Agora temos um produto acessível”, garante, excluindo a esmagadora maioria dos mortais que não conseguem pagar R$ 169.900 em um automóvel, preço da versão de entrada, a XE Pure. São quatro configurações. A mais cara, a XE S, parte de R$ 299.000. É luxo acessível, mas para poucos.

O modelo chega ao Brasil com duas opções de motor: 2.0 Si4 turbo, de 240 cv de potência, e o 3.0 V6 Supercharged, de 340 cv, que garante velocidade máxima limitada eletronicamente de 250 km/h ao automóvel. As duas configurações têm transmissão automática ZF de oito velocidades com possibilidade de trocas sequenciais no volante. A fabricante garante que o XE é o Jaguar mais leve, com 75% da estrutura da carroceria em alumínio.

O conceito de acessível de Barbosa tem como base jovens empresários e executivos, principalmente d sexo masculino, com entre 30 e 45 anos, que têm vida agitada em grandes cidades e querem se destacar com um carro esportivo. A Jaguar vai disputar esse consumidor com a Audi, a Mercedes-Benz e a BMW, que oferecem o A4 e o A5, o Classe C e o Série 3, respectivamente.

Para alcançar o volume de vendas esperado para o XE, a Jaguar investe em condições especiais para o endinheirado público do modelo. Há possibilidade de adesão a um plano de 3 anos para as revisões básicas do carro pelo equivalente a R$ 900 por ano. Para a compra, a companhia oferece o financiamento Access, que permite ao cliente levar o carro com entrada de 20% do valor total somada a 23 parcelas fixas e, no fim do segundo ano, permite ao cliente quitar a dívida com a chamada parcela-balão, equivalente aos 50% do valor do carro que ainda não foram pagos. Se o consumidor preferir, no lugar da prestação-balão a rede de concessionárias pode recomprar o automóvel por, no mínimo, 50% do valor pago pelo cliente, montante que pode ser usado como entrada para um novo veículo da marca.

XE E A FÁBRICA NACIONAL

O lançamento é parte da ofensiva global da Jaguar. Nos últimos cinco anos a empresa ampliou de 20 mil para 36 mil o número de funcionários espalhados nas operações mundiais. Foram aplicados 3,5 bilhões de libras no desenvolvimento de novos produtos e a companhia bateu recorde no último ano com mais de 462 mil veículos vendidos globalmente.

Neste novo contexto, o Brasil ganha importância mesmo com a contração do mercado total. Com investimento de R$ 750 milhões a empresa constrói fábrica em Itatiaia (RJ), que tem a inauguração prevista para o ano que vem, Por enquanto só está confirmada a produção local do Land Rover Discovery Sport. Apesar de os executivos da companhia não confirmarem a nacionalização de outro modelo, o aproveitamento da capacidade produtiva de 24 mil carros por ano da planta brasileira seria muito baixo caso a produção ficasse concentrada em apenas um carro. Especula-se a fabricação local de um sedã da marca Jaguar. Diante disso, o XE é forte candidato a se tornar brasileiro nos próximos anos.



Tags: Jaguar, XE, sedã, lançamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência