Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
WebMotors chega aos 20 anos sem crise
Página do portal WebMotors: 265 mil veículos anunciados

Distribuição | 14/08/2015 | 21h00

WebMotors chega aos 20 anos sem crise

Portal de venda de veículos passa por crescimento expressivo

PEDRO KUTNEY, AB

A despeito da queda pronunciada das vendas de carros novos, comprar e vender veículos continua sendo um negócio em alta no Brasil, especialmente no mercado on-line, que tem grande poder de agilizar os encontros entre interessados dos dois lados do balcão. O desempenho comercial do WebMotors, maior site de anúncios de carros e motos do País, mostra a força que esse segmento ganhou nos últimos anos, não por acaso atraindo investidores nacionais e internacionais. Ao completar 20 anos de sua fundação, o portal passa por momento de crescimento vigoroso em todos os indicadores de performance, inclusive os financeiros, com aquisições de portais regionais e um sócio estrangeiro, o Carsales, da Austrália, que há dois anos, em junho de 2013, pagou R$ 180 milhões ao Banco Santander para comprar 30% de participação.

Segundo consta no balanço financeiro do Santander, o portal apurou lucro de R$ 31 milhões em 2014, mais que o dobro, 115%, do resultado de 2013. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido de R$ 230 milhões foi de 9,5%, também acima dos 6,8% de um ano antes. No primeiro semestre de 2015 o resultado parece seguir no mesmo ritmo: lucro de R$ 14,8 milhões, com rentabilidade de 6% sobre patrimônio líquido de R$ 240,3 milhões.

“Claro que a retração das vendas de veículos novos nos afeta, mas em intensidade menor porque os vendedores de usados são nossos principais anunciantes e esse mercado continua aquecido. Temos crescido dois dígitos porcentuais gordos a cada ano”, revela Maria Regina Parente Botter, country manager do WebMotors. De 2013 para 2014 o faturamento aumentou 17%. “Este ano também deveremos crescer dois dígitos”, projeta.

Os resultados financeiros são fruto do expressivo crescimento dos negócios realizados dentro do portal, uma vitrine onde em junho estavam anunciados 265 mil veículos, número 30% maior do que o verificado no mesmo mês de 2014, sendo 91% deles usados e 9% zero-quilômetro. As ofertas de lojistas e concessionários que compram pacotes de anúncios são a esmagadora maioria, com 81% do total. Houve expansão de 25% na carteira de clientes pessoas jurídicas do WebMotors. Os vendedores particulares, embora representem a menor parte, 19% dos carros e motos ofertados, na comparação com junho do ano passado aumentaram em 25% o volume de anúncios, com pouco mais de 50 mil publicações.

Com 22 milhões de visitas por mês, a audiência total cresceu 50% e o volume de buscas no site aumentou 300% no primeiro semestre em relação ao mesmo intervalo de 2014. Já o número de propostas enviadas aos anunciantes aumentou 50%.

AQUISIÇÕES

Parte da expansão pode ser explicada pelas aquisições feitas nos últimos dois anos pelo WebMotors. Em 2013 foi comprado o site Meucarango, com forte penetração no Nordeste do País. Em 2014 o portal assumiu o controle do Compreauto, que tinha atuação no Noroeste Paulista, na rica região de São José do Rio Preto. Mais recentemente, em dezembro do ano passado, pensando na expansão da carteira de clientes lojistas, a WebMotors adquiriu a Virtual Motors, empresa especializada em ferramentas digitais para administração de vendas on-line de lojas.

“Com essas aquisições ampliamos a nossa presença em regiões importantes e também o volume de veículos anunciados”, destaca Maria Regina. Segundo calcula o portal, o estoque anunciado atualmente no WebMotors é hoje o dobro do segundo colocado nesse mercado de anúncios on-line de veículos – no caso, o iCarros, também controlado por um banco, o Itaú.

A concorrência com sites de anúncios gratuitos não atrapalha os negócios e nem assusta os administradores do WebMotors, que cobra de R$ 100 a R$ 200 por anúncio de pessoa física, que fica no ar até a venda ser concluída com reativação a cada 60 dias. “Nosso diferencial é a qualidade. Todos os anúncios são checados antes da publicação e os clientes têm retorno efetivo, por isso estamos na liderança desse mercado”, avalia a executiva.

Nesse sentido, a chegada do sócio australiano Carsales, com experiência de atuação em uma dezena de países, ajudou a melhorar o sistema do site e a experiência do usuário. “Eles já tinham um sistema pronto que funciona muito bem. Com a implantação aqui melhoramos bastante a eficiência do site tanto para quem anuncia como para quem busca um veículo para comprar”, diz Fernanda Lagroteria, diretora de marketing e produtos do WebMotors.

Fundado em 1995, o WebMotors foi comprado em 2002 pelo banco Real ABN Amro, que em 2007 vendeu toda a operação no Brasil para o Santander e assim ficou também com o portal e uma das financeiras mais atuantes no setor, a Aymoré, hoje Santander Financiamentos. Apesar de ser também um bom canal de venda de produtos financeiros como financiamentos e seguros, o WebMotors não é utilizado para isso com exclusividade pelo sócio controlador.



Tags: WebMotors, internet, comércio on-line, compra, venda, usados, novos, Santander, Carsales.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência