Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 14/08/2015 | 16h52

Financiamentos de veículos caem 20% até julho

Queda é puxada pelos pesados, com retração de 50% sobre iguais meses de 2014

REDAÇÃO AB

O número de veículos financiados entre janeiro e julho caiu 20% com relação ao mesmo período do ano passado, incluindo os segmentos leve, pesado e motocicletas. Foram 1,42 milhão de unidades vendidas a prazo contra as 1,77 milhão registradas há um ano, de acordo com dados divulgados na sexta-feira, 14, pela Cetip, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil.

Considerando apenas o mercado de leves, o volume de financiados recuou 22,4%, de 1,26 milhão para 873,8 mil unidades nos sete meses acumulados do ano. Neste mesmo período, a participação dos financiamentos nas vendas totais de veículos caiu 9 pontos porcentuais, passando de 67,5% em 2014 (quando os emplacamentos somaram 1,86 milhão de unidades) para 58,5% (neste ano os licenciamentos somaram 1,49 milhão de unidades).

Em pesados – caminhões e ônibus – o volume de financiados caiu em proporção muito maior, pela metade: neste ano, 45,2 mil unidades foram negociadas a prazo, 50,4% menos que no ano passado quando os financiados chegaram a 91 mil. A participação dos financiamentos caiu 16 p.p., passando de 95,5% para 78,8%.

A quantidade de motocicletas financiadas também caiu no comparativo anual, de 552,8 mil para 500,9 mil unidades, queda de 9,4%. A proporção da participação das vendas a prazo no volume total dos emplacamentos ficou estável, com leve queda de 0,9 ponto porcentual, de 66,7% para 65,8%.

MODALIDADES

Entre as modalidades para o financiamento de veículos, o consórcio foi a única opção que apresentou alta no acumulado do ano, de 0,4%, para 508,5 mil unidades. Os dados consideram as aquisições de veículos por cotas contempladas, mas não quitadas de consórcio.

No fechamento de julho, a modalidade representou 16,1% do total, sendo o CDC (crédito direto ao consumidor) a modalidade ainda com maior preferência entre os consumidores que financiam veículos, com 80,8% de participação do total das vendas financiadas no mês.

O leasing aparece com apenas 1,3% das preferências de financiamento. O uso do CDC caiu 12,5% no acumulado janeiro-julho contra iguais meses de 2014, enquanto o leasing recuou 24% na mesma comparação.



USADOS

Se o mercado de novos segue em crise, o de usados ganha consideravelmente mais adeptos, fazendo com que a queda dos financiamentos neste setor seja de menor proporção. O número de usados financiados nos sete meses completos do ano recuou 2,2%, para 1,75 milhão. O segmento de pesados registrou a maior queda entre os usados, de 6,3%, para 76,7 mil unidades contra as 81,9 mil unidades financiadas em iguais meses do ano passado, embora esta queda seja muito menor que a dos novos.

As vendas a prazo de usados para veículos leves ficou 1,9% abaixo do volume registrado há um ano, para 1,61 milhão. Já o segmento de duas rodas verificou leve aumento de 0,6% nos financiamentos de motos usadas, de 61,8 mil para 62,2 mil unidades.



Tags: Financiamentos, Cetip, emplacamentos, CDC, consórcio, leasing, motocicletas, usados.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência