Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Scania lança 8x2 com foco em economia

Lançamentos | 29/07/2015 | 22h00

Scania lança 8x2 com foco em economia

Configuração substitui bitrem com redução de consumo e gasto de pneus

PEDRO KUTNEY, AB

A Scania começou a vender este mês uma nova versão de seu caminhão extrapesado R440, com tração 8x2, com dois eixos dianteiros direcionais, em uma configuração que promete se tornar tendência principalmente entre os grandes transportadores de grãos no País. O veículo pode puxar uma carreta de plataforma única, de 18,6 metros de comprimento com três eixos, que leva até 37 toneladas de carga líquida, somando peso bruto total combinado (PBTC) de 54,5 toneladas. Com isso, o 8x2 substitui com custos significativamente menores de combustível e pneus as composições bitrem de seis eixos e PBTC de 57 toneladas, que por força da legislação atual precisam obrigatoriamente ser tracionados por um caminhão 6x4.

No início de 2011 entrou em vigor a resolução do Contran 210/211, que definiu a obrigatoriedade de tração dupla 6x4 para as combinações com PBTC superior ou igual a 57 toneladas. Isso criou a oportunidade de desenvolver uma solução mais barata e original de fábrica, pois com a nova legislação alguns transportadores começaram a comprar cavalos mecânicos 6x2 para adaptar por conta própria um quarto eixo. Foi o caso da transportadora G10, um dos maiores clientes da Scania que serviu de base para o projeto da montadora. Em 2011 o frotista adaptou dois caminhões para testar a tração 8x2 e hoje tem 200 caminhões adaptados com essa configuração.

“Desde 2009 a empresa trabalha no desenvolvimento do 8x2, mas só depois da mudança na legislação essa configuração tornou-se mais interessante para o transportador”, explica Victor Carvalho, diretor de vendas de caminhões da Scania. Isso porque, até 2011, o transportador usava o cavalo mecânico 6x2, em torno de R$ 40 mil mais barato do que um 8x2. “Entendemos então que havia a oportunidade de transformar a necessidade do cliente em um novo produto”, acrescenta Carvalho.

O 8x2 com PBTC de 54,5 toneladas fica entre o 6x4 bitrem de 57 toneladas e o 6x2 com carreta de três eixos espaçados (configuração chamada de vanderleia) de 53 toneladas. Em comparação com um bitrem, a capacidade de carga líquida é quase a mesma, mas o consumo é menor porque o semirreboque é mais leve, além de ter preço menor, reduzindo o investimento inicial no conjunto caminhão-implemento em cerca de 5%, segundo calcula a Scania. Já o custo menor do 6x2 com carreta vanderleia é compensado também pela economia de combustível e maior estabilidade do 8x2.

Com essas vantagens, Carvalho calcula que cerca de 15% dos clientes de bitrem e vanderleia deverão migrar para o cavalo mecânico 8x2, dispostos a gastar mais com o caminhão trator para reduzir custos operacionais e também pagar menos pelo implemento. A expectativa é que o novo produto represente entre 5% a 10% das vendas da Scania no Brasil.

LABORATÓRIO DE REDUÇÃO DE CUSTOS

“Depois que adaptamos o 8x2 em nossa frota obtivemos uma redução de consumo de 8% a 10% em comparação com uma composição bitrem puxada por um mesmo caminhão 6x4, o que é bastante significativo. Observamos a mesma vantagem em relação ao vanderleia (carreta com três eixos espaçados)”, conta Valdecir Adamucho, sócio-diretor da G10. Assim a transportadora foi usada como laboratório para a engenharia da Scania, que envolveu 9 mil horas de trabalho de 25 engenheiros. “Fizemos inúmeras visitas à G10 para afinar o projeto”, diz Celso Mendonça, gerente de desenvolvimento de negócios da Scania.

A economia de combustível acontece porque o conjunto 8x2 com carreta de três eixos é mais leve e usa 24 pneus, portanto tem arrasto muito menor em relação a uma composição 6x4 bitrem que roda com 34 pneus, 10 a mais. Por isso a solução também traz grande redução de gastos com pneus. E quando rodar sem carga é possível levantar um dos quatro eixos do cavalo mecânico 8x2, para reduzir ainda mais o consumo, enquanto em um 6x4 isso não pode ser feito.

“Transporta a mesma coisa, gasta menos combustível e pneu, paga menos pedágio, não tem restrição de circulação como os rodotrens e é muito mais fácil de encostar nas docas”, resume Adamucho as vantagens do 8x2.

SOLUÇÃO PRONTA E COM GARANTIA

Para Adamucho, poder comprar a solução pronta traz vantagens adicionais além daquelas já obtidas com a adaptação própria. “Depois de comprar o caminhão ainda tínhamos de esperar de 30 a 40 dias com o veículo parado para fazer colocar o quarto eixo e fazer a homologação da modificação no Inmetro. Se já vem tudo pronto da fábrica fica bem mais fácil”, descreve.

Também fica mais confiável, pois do ponto de vista técnico a Scania projetou a nova versão especialmente para ser um 8x2, com o uso da mesma quinta-roda do 6x4 que foi reposicionada para o ponto de maior eficiência na distribuição de peso, além de transferir o tanque de combustível duplo de 660 litros da lateral para a parte traseira da cabine. Os dois eixos

Segundo estimativa de mercado, a inserção fora da fábrica do quarto eixo em um cavalo mecânico 6x2 custa cerca de R$ 40 mil, que não são financiáveis pelas taxas atrativas do BNDES/Finame. A diferença de valor da versão 6x2 para a 8x2 da Scania também está próxima de R$ 40 mil, mas o gasto extra pode ser financiado integralmente pelo Finame e o fabricante dá 100% de garantia ao produto.

Apesar de cavalo mecânico o 8x2 custar mais caro que um 6x2 ou mesmo um 6x4, o diretor de vendas Carvalho destaca que cliente economiza no implemento: “Calculamos que o conjunto 8x2 com carreta seja em torno de 5% mais barato do que o 6x4 bitrem. Também não é necessário gastar para emplacar as duas composições do bitrem”, lembra.

Assista abaixo a entrevista exclusiva de Victor Carvalho para a ABTV:



Tags: Scania, 8x2, R440, cavalo mecânico, caminhão, consumo, economia, bitrem, vanderleia.

Comentários

  • Armando Eliezer

    Mais uma demonstração de que parcerias entre clientes e montadoras costumam redundar em situações do tipo ganha-ganha! Congratulações a todos os envolvidos! Armando Eliezer

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência