Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 29/07/2015 | 18h38

PSA Peugeot Citroën alcança bons resultados no 1º semestre

Grupo teve primeiro resultado positivo para o período em três anos

REDAÇÃO AB

A PSA Peugeot Citroën divulgou os resultados financeiros do primeiro semestre de 2015. O Grupo melhorou a performance como parte do plano de recuperação “Back in the race”. O lucro líquido chegou a € 571 milhões no período, bastante acima do prejuízo de € 114 milhões registrado no mesmo intervalo de 2014. Esta é a primeira vez em três anos que a companhia alcança resultados positivos de janeiro a junho.

As receitas cresceram 6,9% e chegaram a € 28,9 bilhões. Deste total, € 19,4 bilhões vieram da divisão automotiva, montante 4,3% superior ao registrado há um ano. Outra parcela do faturamento, de € 10,5 bilhões, foi obtida pela Faurecia, divisão de autopeças, que cresceu 36,6%. O Banco PSA Finance gerou faturamento de € 838 milhões, com queda de 1,1% sobre o resultado registrado há um ano. O restante é composto por receitas de joint ventures chinesas e outros negócios.

Outro bom indicador é a melhora do lucro operacional, que leva em conta apenas a atividade principal da empresa. O resultado cresceu expressivos 275% na comparação com a primeira metade de 2014 e chegou a € 1,08 bilhão. “No primeiro semestre os resultados foram muito positivos, porém devemos avaliá-los para o ano pleno. O contexto internacional incerto requer a mobilização total da empresa e de suas equipes, que agradeço calorosamente, a fim de alcançarmos a realização completa de nosso plano e consolidarmos a recuperação do Grupo” , ponderou Carlos Tavares, presidente mundial da PSA Peugeot Citroën, ao apresentar os resultados para os investidores.

PROJEÇÃO

Depois da boa performance no primeiro semestre, a companhia pretende seguir com o plano de recuperação. A expectativa é aproveitar a melhora do mercado automotivo na Europa, onde as vendas totais devem crescer 6% até o fim do ano. Na China a evolução deve ser mais tímida, de 3%. Já a América Latina e a Rússia compõe as regiões preocupantes, com precisão de quedas de 15% e de 35% na demanda, respectivamente.



Tags: PSA Peugeot Citroën, lucro, resultados, financeiro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência