Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 13/07/2015 | 20h25

Vendas da PSA avançam pouco no semestre

Peugeot, Citroën e DS somam 1,55 milhão de unidades vendidas no mundo

REDAÇÃO AB

Pouco mais de um ano após anunciar seu plano global de recuperação, o desempenho Grupo PSA avançou pouco, mas saiu do campo negativo. As vendas globais das marcas Peugeot, Citroën e DS somaram 1,55 milhão de veículos em todo o mundo no primeiro semestre do ano, com leve expansão de 0,4% em relação a idêntico período de 2014. O resultado se deveu principalmente à boa recuperação na Europa, que voltou a ter maior representatividade nos negócios, respondendo no período por quase dois terços (63,58%) dasa vendas no período, com 983,5 mil de unidades.

O crescimento de 2,9% no mercado europeu foi puxado pelas vendas da Peugeot, que avançaram 6,7%, em particular devido aos resultados do 308, número três nas vendas do segmento C (sedãs e peruas) na Europa e líder do segmento na França. No segmento B-SUV, o 2008 manteve sua segunda posição na Europa, com 57% das compras realizadas nos dois níveis de acabamento superiores.

Em contraste, as vendas da Citroën na Europa avançaram tímido 0,5% e as da DS caíram 18,8%, em desempenho influenciado pela separação renovação do portfólio de produtos das duas marcas, que exatamente há um ano foram separadas em duas divisões distintas (antes a DS era uma linha da Citroën).

O segundo maior mercado da PSA foi a região da China e Sudeste Asiático, que representou 23,7% das vendas globais do grupo no primeiro semestre, com 368 mil veículos vendidos e incremento de 2,2 % em relação ao mesmo período de 2014. A expansão também foi puxada pela Peugeot, com crescimento de 9,5% na região e 11,1% na China. Os SUVs 2008 e 3008 estiveram à frente dos negócios com progressão de 34%. Já as vendas da Citroën no país recuaram 6,7%, principalmente pela retirada do mercado de versões pouco rentáveis, como o antigo C-Elysée, o carro mais comprado da marca pelos chineses.

A DS também continua sua progressão na China, que representa 20% das vendas mundiais da marca de luxo da PSA, que registrou aumento de 4% nas vendas do semestre no país, graças principalmente ao sucesso do DS 6, ao mesmo tempo em que continua a desenvolver sua rede de distribuição independente que já cobre 60 cidades com 84 DS Store.

A região África e Oriente Médio, que a PSA passou a classificar como “prioritária” para seu crescimento internacional, apresentou robusto crescimento de 23,5%, mas representa apenas 6,5% das vendas globais do grupo, com 100,8 mil veículos vendidos nos primeiros seis meses de 2015.

Mesmo assim, o desempenho positivo nos países do Norte da África fez a região superar em tamanho o mercado latino-americano, onde as marcas da PSA venderam apenas 76,3 mil veículos de janeiro a junho deste ano, em queda de 28,6% na comparação com o mesmo período de 2014. O Brasil puxou o resultado para baixo com retração superior a 40%, que foi parcialmente compensada pela expansão de quase 20% da Peugeot no México. A América Latina reduziu sua participação nas vendas do grupo para menos de 5%. Segundo a empresa, com os principais países da região em recessão, o foco passou a ser a venda de modelos mais lucrativos, com volumes menores.



Tags: PSA, Peugeot, Citroën, DS, mercado, vendas, 1º semestre 2015.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência