Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 13/05/2015 | 16h16

Lucro líquido da Tupy dobra no primeiro trimestre

Ganhos somam R$ 60,6 milhões contra os R$ 30,1 milhões do 1º trimestre

REDAÇÃO AB

O lucro líquido da Tupy dobrou no primeiro trimestre do ano ao encerrar o período com R$ 60,6 milhões contra os R$ 30,1 milhões registrados em igual período de 2014. Os ganhos no acumulado dos três primeiros meses do ano representaram 7,7% do faturamento no período, que recuou 2,1%, passando de R$ 805 milhões para R$ 788,1 milhões. O EBITDA ajustado (lucro antes de pagamento de juros, impostos e depreciação de ativos) cresceu 2,5% na mesma base de comparação, para R$ 136,8 milhões, com margem de 17,4%, o melhor índice desde o primeiro trimestre de 2010.

Do total faturado pela empresa de fundição, a receita no mercado externo salvou os resultados: isso porque houve crescimento de 7% no primeiro trimestre, quando a empresa garantiu R$ 610,3 milhões. Por outro lado, no mercado brasileiro a Tupy viu a receita despencar, reflexo do mau momento que puxa para baixo os resultados da indústria doméstica: houve queda de 24,1% no acumulado janeiro-março sobre iguais meses de 2014, passando de R$ 234,3 milhões para R$ 177,8 milhões.

Segundo a Tupy, o resultado no mercado externo foi influenciado pela maior participação de produtos em ferro vermicular (Compacted Graphite Iron – CGI) na América do Norte e à variação cambial. A participação dos produtos em CGI nas vendas da Tupy foi de 13% no trimestre contra 10% em igual período do ano passado. Na mesma comparação, o valor médio do dólar foi de R$ 2,91 contra R$ 2,34. A participação do mercado externo na receita total cresceu de 70,9%, no primeiro trimestre de 2014, para 77,4% no primeiro trimestre deste ano.

“Os ganhos de eficiência na operação e a maior oferta de produtos em CGI, aliados ao cenário cambial, sustentaram este resultado. Apesar do mercado desafiador, a melhora nas margens reflete a adequada execução do nosso plano estratégico com foco na diversificação entre diferentes segmentos e regiões, e produtos de maior valor agregado”, afirma o vice-presidente de finanças e administração, Leonardo Gadelha.

O total de investimentos nos primeiros três meses deste ano foi de R$ 41,2 milhões, 25,9% a menos do que o valor aplicado há um ano. Eles foram destinados à transferência da linha de usinagem e instalação da pintura no México, além da automação das linhas de acabamento e continuidade do projeto de implantação do sistema integrado de gestão empresarial (ERP) no Brasil. Em seu relatório de balanço, a empresa informa que neste momento seu foco está em rentabilizar os investimentos realizados entre 2008 e 2014, incluindo capturar os benefícios da melhora operacional, reduzir as despesas de capital ou investimentos em bens de capital (Capex) e adequar o capital de giro.

Com capacidade produtiva de 848 mil toneladas de componentes fundidos e usinados por ano, a Tupy conta com duas fábricas no Brasil, a de Joinville (SC), que é a sede, e Mauá (SP), além de outras duas localizadas no México, no Estado de Coahuila, nas cidades de Saltillo e Ramos Arizpe.



Tags: Tupy, lucro líquido, receita, faturamento, EBITDA, fundição, balanço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência