Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Trabalho | 12/05/2015 | 12h55

Metalúrgicos mantêm greve na Volvo, em Curitiba

Trabalhadores rejeitaram em votação as propostas feitas pela montadora

REDAÇÃO AB

Os metalúrgicos da Volvo permanecem em greve desde sexta-feira. A paralisação ocorre em protesto contra a decisão da fabricante por encerrar o segundo turno da produção da fábrica, criando um excedente de 600 trabalhadores. Na segunda-feira, 11, ocorreu uma reunião no Ministério Público do Trabalho entre a fabricante e o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba.

Segundo a entidade que reúne os trabalhadores, a Volvo manteve como alternativa às demissões as propostas feitas em 7 de maio (entre elas a redução de 50% no pagamento da Participação nos Lucros e Resultados, PLR, e o reajuste apenas com reposição da inflação para salários). Se aceitas, as medidas preservariam os empregos até dezembro. De um total de quase 1,5 mil votos, 1.143 foram contrários. A Volvo se queixa de a votação só ter incluído metalúrgicos sindicalizados, que representam apenas 40% dos trabalhadores.

De acordo a entidade que representa os trabalhadores, a proposta foi rejeitada pelo temor de os empregos serem cortados no fim do ano, quando termina a estabilidade proposta pela montadora. A Volvo emprega 4,2 mil trabalhadores na unidade paranaense. No acumulado de janeiro a abril a empresa teve queda de 56,5% nas vendas de caminhões e de 12,8% nos chassis para ônibus.



Tags: Volvo, greve, sindicato, metalúrgicos, PLR.

Comentários

  • Junior

    Será que os funcionários acham ruim a proposta da Volvo? Porque o sindicato não defende as 600 familias ao invés de lutar por uma PLR irreal para este momento?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência