Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Trabalho | 11/05/2015 | 12h55

Ford e Fiat dão férias coletivas a 5 mil metalúrgicos

Na montadora americana começou também um layoff para 200 trabalhadores

MÁRIO CURCIO, AB

Os trabalhadores da Ford de São Bernardo do Campo (SP) e da Fiat em Betim (MG) entraram em férias coletivas na segunda-feira, 11. Na Ford teve início também um layoff, suspensão temporária dos contratos de trabalho que atinge 200 metalúrgicos de diferentes setores. Ao todo, 5 mil trabalhadores paulistas e mineiros vão ficar em casa.

O motivo é a fraca demanda de veículos leves, que em abril resultou em crescimento do estoque de veículos para 50 dias (veja aqui), apesar de a produção ter recuado 16,2% nos primeiros quatro meses de 2015.

Na fabricante em Minas Gerais são cerca de 2 mil trabalhadores, que voltam à fábrica no dia 1º de junho. Na montadora do ABC paulista, toda a produção foi interrompida e o retorno dos cerca de 2,4 mil trabalhadores em férias coletivas ocorre uma semana antes, em 25 de maio. Aqueles em layoff permanecerão em casa por cinco meses. A Ford de São Bernardo produz o Fiesta hatch e os caminhões Cargo e Série F.

Na Fiat, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região, a parada Fiat interrompe a montagem de modelos com menor demanda como Bravo, Idea, Linea e Punto. O presidente da entidade, João Alves de Almeida, lamentou o fato de as férias coletivas ocorrerem no momento em que começavam as discussões a respeito da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) na Fiat.



Tags: Fiat, Betim, Ford, São Bernardo do Campo, Bravo, Idea, Linea, Punto, sindicato, metalúrgicos, Ford, Cargo, Série F.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência