Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Fenatran 2015 tem baixa adesão de montadoras

Eventos | 30/04/2015 | 18h52

Fenatran 2015 tem baixa adesão de montadoras

Por enquanto, apenas Volvo e DAF confirmam presença

SUELI REIS, AB

Faltando sete meses para a realização da maior feira de veículos comerciais do País, a Fenatran, Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga, apenas duas montadoras até agora confirmaram presença no evento: DAF e Volvo mostrarão seus modelos e novidades relacionadas a pós-venda e serviços a fim de atrair e manter o público cativo das últimas edições.

“A Fenatran faz parte da cultura do transporte de carga do País e para nós é um evento estratégico. Posso dizer que nos preparamos os 12 meses anteriores para a melhor participação possível”, comenta Daniel Mello, gerente de marketing da Volvo Trucks para a América Latina.

Mello conta que grande parte das vendas da montadora nos anos ímpares, quando são realizados o evento, são resultado do trabalho feito exclusivamente na Fenatran: “Nós não divulgamos valores, mas posso garantir que estar na feira é o maior investimento de marketing da Volvo a cada dois anos e boa parte da nossa receita anual é realizada durante a feira”.

Por outro lado, a maior parte das montadoras está em processo de definição e avaliação sobre sua participação na feira, que neste ano chega à sua 20ª edição e que abre as portas entre 9 e 13 de novembro. Caso de MAN Latin America, Mercedes-Benz, Scania, Ford, Agrale e Caoa, que confirmam estar em análise. A Iveco é a única que confirma, por enquanto, que não irá participar desta edição. Por sua vez, a International não conseguiu responder até o fechamento desta reportagem.

A demora na decisão e a dúvida em participar parte principalmente das análises sobre custos e retorno que a feira proporciona, principalmente diante de um mercado em baixa, que obriga as empresas a cortarem os custos ao máximo. A baixa adesão também é reflexo das negociações de preços entre participantes e organizadores.

Por meio de suas assessorias, MAN e Agrale informam que na próxima semana terão reuniões internas para debater o assunto, enquanto Scania e Mercedes-Benz estão acompanhando o movimento via Anfavea, entidade que reúna as fabricantes e que apoia o evento, juntamente com Anfir e Simefre. A Fenatran é uma iniciativa da NTC & Logística, associação que representa as empresas nacionais de transporte de cargas e logística no País, com a organização da Reed Exhibitions Alcantara Machado.

“A Fenatran é sempre aguardada com grande expectativa, mesmo em um cenário mais difícil como o que o setor está enfrentando este ano. As montadoras estão sim estudando, ainda há uma adesão muito baixa, mas acredito que é momentâneo. Entendemos que apesar de tudo, é uma oportunidade de se fazer presente, de dizer ao cliente ‘estamos aqui, conte com nossos produtos e serviços’, como uma demonstração de voto de confiança”, disse o presidente da NTC & Logística, José Hélio Fernandes.

O executivo acrescentou que 70% do espaço da feira está vendido e que neste ano houve um movimento grande de entrada de empresas que sempre estiveram na fila de espera por falta de espaço em outras edições. Vale lembrar que a feira reúne não só montadoras, mas fabricantes e fornecedores de autopeças para caminhões, ônibus, fabricantes de implementos rodoviários e empresas de serviços relacionados ao segmento de pesados.

“Este é um evento que já é esperado e vamos sim realizá-lo. Acredito que como um ciclo, até novembro o ritmo do mercado comece a retornar, se normalizando em 2016, quando o País estará caminhando para a normalidade após uma definição melhor dos impactos da política de ajustes aplicada neste começo de ano e que acaba afetando a economia.”

Fernandes diz ainda que para o próximo ano a entidade projeta realizar a segunda edição da Fenatran Centro Oeste, focada no mercado local: “Em 2014 lançamos esta proposta e foi uma feira muito bem aceita. O local para a próxima ainda não está definido, mas queremos repetir”.



Tags: Fenatran, montadoras, caminhões, Volvo, DAF, Iveco, MAN Latin America, Scania, Mercedes-Benz, Ford, International.

Comentários

  • joselito tório nhimi

    já houvi muitas coisas sobre a não participação de grandes montadoras, se for verdade acho isto um grande descaso e compromisso com o consumidor brasileiro. Dá até pra conhecer melhor a tratativa atual e futura das montadoras com o publico consumidor de produtos exposto nas feiras passadas, espero que estejam todos por lá e mais alguns que se estalaram no brasil com seus caminhões e semi reboques - carretas. Até lá!

  • sergio antunes

    Boa Tarde.... Meu nome é Sérgio Antunes, sou gerente de planejamento em uma empresa do ramo de implementos rodoviários que também esta sofrendo com a atual situação na qual o nosso país se encontra. Fico muito triste, pois lembro das primeiras edições da Fenatran, onde as empresas de implementos rodoviários tinham a oportunidade de mostrar o que de melhor e mais moderno tinha para oferecer aos seus clientes, visando otimizar sua produção e diminuição dos custos. Faço votos que esta nuvem carregada de pessimismo e más notícias passe logo, pois nossas empresas estão lutando para sobreviver, e assim participar de um evento internacional e de tamanha importância para o nosso País. Graças a Fenatran os implementadores aperfeiçoaram, modernizaram e oferecem o que tem de melhor para o cliente final. Atenciosamente; Sérgio Antunes

  • Pedro Jardim

    se vocês se recordam na meio da feira passada o "governo" divulgou que não tinha verba para o Finame PSI e que as operações estavam suspensas, isso sim e falta de respeito com as montadoras e com o consumidor, será que isso não gerou uma insegurança e que agora está é a forma que encontraram para demonstrar a insatisfação.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência