Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
FCA reverte prejuízo e lucra € 92 milhões no 1º trimestre

Balanço | 29/04/2015 | 20h19

FCA reverte prejuízo e lucra € 92 milhões no 1º trimestre

Melhor desempenho na América do Norte compensa perdas da América do Sul

REDAÇÃO AB

Bons ventos sopram a favor da FCA, Fiat Chrysler Automobiles que reporta lucro líquido de € 92 milhões no primeiro trimestre do ano, revertendo um prejuízo de € 173 milhões apurado em igual período de 2014, conforme dados divulgados na quarta-feira, 29, tendo o bom resultado na América do Norte como principal fator de impulso positivo sobre o desempenho global.

O Ebit ajustado foi de € 800 milhões contra os € 655 milhões de um ano antes, com todos os segmentos alcançando resultados positivos, exceto pela América Latina, que amargou prejuízo de € 65 milhões. A dívida industrial líquida da FCA foi de € 8,6 bilhões, € 900 milhões maior que no fim do ano passado, principalmente devido ao momento das despesas de capital e à sazonalidade de capital de giro. A liquidez permaneceu em €25,2 bilhões.

Apesar das vendas do grupo terem diminuído 2% no período, para 1,1 milhão de unidades entregues em todo o mundo, a receita líquida cresceu 19% na comparação anual, para € 26,4 bilhões. Deste total, a região Nafta, que compreende Canadá, Estados Unidos e México, foi responsável pelos ganhos de € 16,1 bilhões, alta de 38% sobre o resultado do primeiro trimestre do ano passado. Por lá, as vendas subiram 5,5% nos primeiros três meses do ano, para 587 mil unidades.

Na contramão, a América Latina apresentou queda de 21% da receita, para € 1,55 bilhão, com a venda de 153 mil veículos, 28,5% abaixo do volume verificado há um ano. O relatório destaca a fraqueza dos negócios no Brasil e a queda da participação da Fiat no mercado doméstico, de 22,7% no primeiro trimestre de 2014 para 19,7% no 1º trimestre deste ano, caindo abaixo dos 20% pela primeira vez em muitos anos. Na Argentina, a participação de mercado da montadora foi de 13,2% para 12,6% em um ano.

Na Europa, a empresa viu aumentar a receita em 8% nos três primeiros meses do ano, para € 4,68 milhões, com vendas 10,5% maiores. Por outro lado verificou crescimento financeiro bem mais tímido na Ásia-Pacífico, de 1%, para € 1,51 milhão, onde as entregas ficaram estáveis.

Em separado, Ferrari e Maserati faturaram respectivamente € 621 milhões (estável) e € 523 milhões, queda de 19%. A divisão de componentes da companhia, que inclui Magneti Marelli, Teksid e Comau, elevou a receita em 17% no primeiro trimestre, para € 2,43 milhões.

PERSPECTIVAS

O Grupo FCA confirmou suas previsões para 2015, esperando que as vendas atinjam entre 4,8 milhões a 5 milhões de unidades em todo o mundo contra os 4,6 milhões de veículos entregues em 2014, impulsionado pelo crescimento da América do Norte previsto em 1,5%, de 19,9 milhões no ano passado para 20,2 milhões de unidades este ano.

Já para a América Latina a previsão de venda é de queda de 15,3%, para algo como 4,4 milhões de veículos, afetada por piores condições de comércio nos mercados-chave – Brasil e Argentina. Aqui, a FCA espera que a indústria encerre o ano com desempenho negativo, devido à contração do PIB e ao fim do desconto do IPI, que voltou à alíquota integral desde janeiro. NO mercado vizinho, é esperado um declínio devido à contínua incerteza econômica.

Na Ásia, a empresa projeta crescer 4,6%, com 29,5 milhões de veículos, puxados por China, Austrália e Coreia do Sul, apesar da expectativa de contração dos negócios no Japão. Enquanto que para a Europa estima-se alta de também quase 5%, para 15,4 milhões de unidades.

No âmbito financeiro, a estimativa é de receita líquida de aproximadamente € 108 bilhões, esperando fechar o ano com Ebit de €4,1 a €4,5 bilhões e lucro líquido entre € 1 bilhão e € 1,2 bilhão, com ganhos equivalentes entre € 0,64 e € 0,77 por ação.



Tags: FCA, Fiat, Chrysler, balanço, lucro líquido, receita, vendas, faturamento, prejuízo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência