Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 24/04/2015 | 12h18

Renault vende 641,6 mil veículos no 1º trimestre

Crescimento mundial ficou aquém de 1%, mas beirou os 10% na Europa

REDAÇÃO AB

As vendas mundiais do Grupo Renault somaram 641,6 mil unidades, resultando em discreta alta de 0,8% em um cenário de crescimento de 1,7%. Na Europa, porém, a empresa obteve acréscimo de 9,9%, enquanto o mercado para o continente subiu um ponto porcentual a menos.

Com a ajuda de Clio, Captur e Twingo, a marca Renault cresceu 11,8%. A alta da Dacia foi de 4,3%, ajudada pelos modelos Duster e Dokker. Na França, as entregas do grupo somaram 150,2 mil unidades e acréscimo de 3,1%. No país, enquanto a Renault cresceu 7,1%, a Dacia recuou 12,3% porque, na comparação do ano anterior, as vendas do Duster estavam aquecidas, já que o carro acabara de ser reestilizado (nota da redação: o Duster nasceu como Dacia e recebe essa marca em vários mercados).

O Grupo Renault teve ainda importante recuperação no sul da Europa, em especial na Espanha, onde as entregas cresceram 44,9%. O Sandero manteve a liderança no varejo. Na Itália, o terceiro mercado do grupo, os registros somaram 41,7 mil veículos e crescimento de 12,6%. O Clio foi o carro importado mais vendido naquele país.

Na Grã-Bretanha, o Grupo Renault ganhou participação e registrou alta de 18% nos licenciamentos, enquanto o mercado como um todo cresceu 8,4%. Na Eurásia, os dois principais mercados do grupo se moveram em direções opostas: os licenciamentos caíram 40,7% na Rússia e aumentaram em 50,5% na Turquia.

Fora da Europa, os mercados emergentes registraram queda de 38% no primeiro trimestre. No Brasil, a retração apontada pelo grupo foi de 16,1%. Na Argentina, onde o mercado experimentou queda de 27,6%, a retração da Renault foi de 52,7%.

Na Índia, em um mercado que cresceu 4,5%, a Renault encolheu 11,4%. A redução tem a ver com a espera por dois lançamentos. Na Coreia, as vendas do grupo subiram 13,7% por causa das boas vendas do QM3.

FATURAMENTO PRÓXIMO DE € 9,4 MILHÕES

No primeiro trimestre de 2015 o Grupo Renault faturou € 9,38 milhões, 13,7% mais em relação ao mesmo período do ano passado e de 12,5% com a correção cambial. Em suas projeções mundiais, o Grupo Renault acredita que a procura por automóveis deverá crescer 2% em 2015.

O mercado europeu, com desempenho melhor que o esperado no primeiro trimestre, deve aumentar em 5%, três pontos porcentuais acima do previsto. Em contrapartida, os mercados brasileiro e russo tendem a cair mais que do que o grupo esperava.



Tags: Renault, vendas, licenciamentos, Clio, Captur, Dacia, Twingo, Duster, Dokker, QM3, faturamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência