Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 22/04/2015 | 12h18

JAC mostra em Xangai futuro carro brasileiro

Modelo chinês S2 é a versão cross do carro a ser montado na Bahia

REDAÇÃO AB

A JAC Motors mostra no Salão de Xangai (na China, até o dia 29 de abril) o modelo S2, que chegará ao Brasil no segundo semestre de 2016 rebatizado como T3. “Ele é uma versão ‘cross ou SUV’ do modelo projetado pela JAC para o mercado brasileiro”, afirmou o presidente da companhia no Brasil, Sérgio Habib, durante o lançamento do T6 (veja aqui).

Sendo assim, o carro chegará ao Brasil importado da China para depois entrar na linha de produção que a JAC ainda tenta viabilizar em Camaçari (BA), que segundo as mais recentes informações de Habib entra em operação entre o fim de 2016 e início de 2017. O T3 mede 4,14 metros e tem 2,49 m de distância entre eixos, o que em tese garante espaço razoável para os passageiros do banco de trás.

O novo carro virá equipado com motor o 1.5 flex que estreou no hatch J3 e produz até 127 cavalos. Terá câmbio manual de seis marchas ou automático do tipo CVT. A chegada ao mercado chinês vai ocorrer no segundo semestre deste ano. Segundo a JAC Motors, o estilo dianteiro do T3 aponta a tendência de design a ser usada nos futuros carros da marca. O desenho lateral esconde as maçanetas das portas traseiras.

O T3 será o terceiro modelo com apelo fora de estrada da JAC no Brasil. Até o fim de 2015 deve chegar o T5, um SUV com tamanho próximo ao do Ford EcoSport (veja aqui). A previsão inicial do T5 era agosto, mas passou para dezembro.



Tags: JAC, JAC Motors, S2, T3, SUV, utilitário esportivo, Sérgio Habib, J3, T5, Ford, EcoSport.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência