Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Trabalho | 17/04/2015 | 17h35

Greve da Chery passará de duas semanas

Movimento impede a montagem de mais de 300 carros em Jacareí

MÁRIO CURCIO, AB

Em greve desde o dia 6 de abril, a fábrica da Chery permanecerá parada pelo menos até 23 de abril, dia em que foi marcada a audiência de conciliação entre a montadora instalada em Jacareí e o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região.

Considerando que a produção diária estava em torno de 30 carros por dia, segundo a Chery, e descontando fins de semana e o feriado ponte dos dias 20 e 21, a unidade terá deixado de montar até lá 330 unidades do Celer.

Os 470 trabalhadores da montadora reivindicam cumprimento de normas coletivas de trabalho, com salários e direitos compatíveis com o setor automotivo. Pela falta de acordo entre a fábrica e os metalúrgicos, o sindicato ajuizou a ação de dissídio coletivo.

Na rodada de negociação mais recente, no dia 14, a Chery propôs reajuste para o piso salarial, que passaria de R$ 1.199 para R$ 1.400 este mês e para R$ 1.470 em setembro (data-base da categoria). As outras faixas salariais ficariam fora do reajuste. A audiência de conciliação está marcada na Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Campinas.



Tags: Chery, sindicato, metalúrgicos, Jacareí, Celer, TRT.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência