Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz faz inspeção de chassis nas encarroçadoras
Profissionais da Mercedes-Benz testam funções de ônibus durante processo de inspeção após montagem

Comerciais | 10/04/2015 | 15h12

Mercedes-Benz faz inspeção de chassis nas encarroçadoras

Equipes fazem testes e acompanham montagem dos ônibus antes da entrega

REDAÇÃO AB

100% dos ônibus com chassis Mercedes-Benz são inspecionados pela equipe da montadora dentro das fábricas dos encarroçadores por meio do processo de PDI, Inspeção pré-entrega, na sigla em inglês, que a montadora adotou em 2005. Atualmente, equipes da área de qualidade da empresa ficam baseadas nas unidades da Marcopolo, em Xerém e Duque de Caxias (RJ), Caio e Irizar, em Botucatu, e Comil em Lorena, ambas em São Paulo, na Mascarello, em Cascavel (PR), em Caxias do Sul, nas unidades da Marcopolo, Volare e Neobus, além da unidade da Comil em Erechim, ambas no Rio Grande do Sul.

“Nosso PDI é um grande diferencial da marca no mercado brasileiro. Trata-se de uma verificação da interface de montagem da carroçaria no chassi. Somos os únicos fabricantes do setor a realizar uma inspeção desse porte em 100% dos chassis de ônibus nos encarroçadores parceiros. Isso nos dá as condições para assegurar a qualidade que é um atributo historicamente associado à estrela de três pontas em todo o mundo”, diz Ricardo Silva, diretor geral de ônibus da Mercedes-Benz para a América Latina.

As equipes realizam a inspeção visual e funcional dos ônibus e acompanham todo o processo de montagem da carroceria sobre o chassi, para assegurar o padrão de qualidade do veículo. As vistorias e testes são feitos em boxes exclusivos, para análise do chassi desde a sua chegada à encarroçadora, além do acompanhamento em todos os processos de montagem: instalação das estruturas laterais, frontal, traseira e teto, chicotes elétricos, chapas, pintura e acabamento. Uma vez pronto, são verificados e testados os sistemas de freio, direção, elétrico e pneumático. No total, cerca de 80 itens são inspecionados antes da liberação do veículos pelos profissionais da Merecedes-Benz.

Em caso de algum dano em componentes de fábrica durante a preparação ou mesmo transporte do chassi desde a Mercedes-Benz até a fábrica da encarroçadora, as equipes de PDI verificam a origem do problema: se for de responsabilidade da fábrica, é realizado um trabalho de reparo em parceria com as áreas de pós-venda ou engenharia da marca, ou em caso de responsabilidade do encarroçador, a Mercedes-Benz envia um relatório para que as medidas de correção sejam tomadas.

“Nossos concessionários continuam sendo parceiros muito importantes no processo, porque os reparos são executados com a sua mão de obra e fornecimento de componentes. Consequentemente, contribuimos para a segurança do veículo, dos passageiros, do motorista e do trânsito nas vias”, explica Jorge Vassilas, gerente da área de qualidade da Mercedes-Benz do Brasil.

O PDI conta ainda com auditorias no processo de encarroçamento por parte dos engenheiros da área de qualidade da Mercedes-Benz, desde a chegada do chassi na empresa até a saída do veículo para o cliente após o PDI.

“Além disso, temos obtido também uma melhora significativa na sinergia com os encarroçadores”, acrescenta Vassilas.



Tags: Mercedes-Benz, ônibus, chassi, encarroçadora, Caio, Irizar, Marcopolo, Mascarello, Volare, Neobus, Comil.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência