Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 09/04/2015 | 13h45

Em 2014 locadoras faturaram R$ 14,7 bilhões

Faturamento duas vezes maior dá gás para entidade apostar em crescimento

VICTOR FRANÇOIS, AB

A Abla, Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis, apresentou os resultados de 2014 para o setor na quinta-feira, 9, em São Paulo. Segundo a entidade, no ano passado o setor mais do que dobrou o faturamento, indo para R$ 14,72 bilhões ante os R$ 6,52 bilhões de 2013. A frota atual em circulação no setor é de 733 mil veículos em operação, sendo que 60% são carros 1.0.

Segundo o diretor de relações institucionais da Abla, Paulo Gaba Jr., os novos métodos de aferição agora contam com dados de diversas entidades e são mais precisos. “Com o resultado mais realista, posso dizer que temos 25,9 milhões de usuários no País”, analisou o executivo. Segundo dados da entidade, 60% dos carros alugados no Brasil são classificados como econômicos e o Gol, da Volkswagen, foi o mais procurado pelos frotistas.

Gaba também fez um apelo às montadoras: “A idade média da nossa frota hoje é de 18 meses. Só com ajuda dos fabricantes é que conseguiremos retornar aos 13 do melhor mês de 2014”, disse, solicitando maior parceria entre montadoras, bancos e locadoras. O diretor, lembrando o acordo entre Ford e Localiza para oferecer o novo Ka para locação, questionou o fato de poucos lançamentos serem ofertados para locação.

A entidade projeta que para 2015 as compras de frotas para locadoras representem 20% de todos os veículos emplacados, ante os 12,45% de 2014, que registrou a compra de um carro a cada dois minutos. A Fiat continua com a maior parcela de vendas no setor, de 19%, seguida de Volkswagen e GM, com 16,23% e 8,38%, respectivamente.

Para Jorge Pontual, diretor comercial da Abla e responsável pelas parcerias comerciais da entidade, a crise que afeta as montadoras chega também às locadoras. “Com a volta de impostos e a queda nas vendas, o preço final sobe”, relatou o executivo, que aposta na terceirização cada vez maior das frotas de empresas. “Com a crise, todos tendem a focar no core business principal e terceirizam áreas como a de frotas, assumida pelas locadoras”, confirmou. Para o presidente da associação, Paulo Nemer, “não dá para dizer que o setor foi mal, apesar de a crise também chegar em nós”.



Tags: ABLA, Jorge Pontual, Paulo Gaba Jr, Paulo Nemer, Fenaloc, locadoras, locação, aluguel.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência