Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
BorgWarner já faz turbo para motores populares
Sidney Aguilar Jr, gerente de pós-vendas da BorgWarner, acredita em bons resultados para 2015

Autopeças | 07/04/2015 | 16h12

BorgWarner já faz turbo para motores populares

Fabricante confirma produção e carro com novo item virá no 2º semestre

VICTOR FRANÇOIS, AB

A fabricante de turbocompressores BorgWarner confirmou que já produz no Brasil um novo turbo para equipar motores populares, especialmente 1.0 L. Porém, durante coletiva de imprensa na terça-feira, 7, durante a 12ª Automec, a empresa não confirmou qual veículo virá com o equipamento, apenas que o produto estará no mercado no segundo semestre deste ano. A confirmação veio por Lauro Takabatake, diretor de engenharia da companhia no Brasil.

Conforme noticiado por Automotive Business, o retorno do turbo para propulsores brasileiros populares flex deve ocorrer no Up!, da Volkswagen (leia aqui), modelo com motor 1.0 já equipado com o termostato BorgWarner.

Segundo a companhia, em 2014 o faturamento consolidado foi de US$ 8,3 bilhões proveniente de vendas mundiais. No Brasil as vendas do primeiro trimestre de 2015 ficaram no mesmo patamar do resultado acumulado nos três primeiros meses de 2014. Sidney Aguilar Junior, gerente de aftermarket da companhia, avalia que o resultado estável não afeta a perspectiva positiva no ano. “Nosso crescimento em 2015 será de 10% a 12% em relação ao ano anterior”, projetou o executivo.

A participação da BorgWarner no mercado de reposição no mundo é de apenas 4%. No Brasil, esse número é mais expressivo e representa 30%.



Tags: BorgWarner, turbo, 1.0, VW, Up!, Lauro Takabatake, Sidney Aguilar Junior, Automec 2015, 12ª Automec.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência