Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Protesto de demitidos para Ford em Taubaté

Trabalho | 01/04/2015 | 16h40

Protesto de demitidos para Ford em Taubaté

Sindicato fará assembleia para decidir sobre greve geral na unidade

REDAÇÃO AB

Os 137 funcionários da Ford demitidos da unidade de Taubaté realizam protesto em frente à fábrica da montadora, exigindo a recontratação. Por causa da ação, os outros 1,5 mil operários que não foram desligados não trabalharam na quarta-feira, 1º de abril, e a planta permaneceu fechada.

Os trabalhadores demitidos estavam em layoff (leia aqui) e, de acordo com o sindicato local dos metalúrgicos, a paralisação dos funcionários mandados embora fez com que a entidade marcasse para 2 de março uma assembleia geral para decidir se haverá uma greve contra as demissões.

A Ford, procurada através de sua assessoria de imprensa, não comenta sobre o caso.

A unidade de Taubaté produz os motores da família Sigma utilizados nos modelos New Fiesta, Ka e EcoSport. Do novo propulsor 1.0 de três cilindros da linha Ka a fábrica funde o cabeçote e produz o virabrequim.



Tags: Ford, sindicato, metalúrgicos, greve, paralização, demissões.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência