Automotive Business
  
Siga-nos em:

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 31/03/2015 | 18h38

Volkswagen comemora 5 anos de usina hidrelétrica própria

Unidade gera o equivalente a 18% da energia consumida pela montadora

REDAÇÃO AB

A pequena central hidrelétrica (PCH) Anhanguera, usina hidrelétrica da Volkswagen em parceria com a Seband e a Pleuston, instalada no Rio Sapucaí, afluente do Rio Grande, entre as cidades de São Joaquim da Barra e Guará (SP) completa cinco anos de funcionamento. Inaugurada em 2010 com investimento de R$ 130 milhões, a usina representa a primeira iniciativa de uma montadora no Brasil a investir na geração de energia. Sua capacidade corresponde a 18% da energia consumida pela empresa no País, equivalente a 100 milhões de kW/h por ano, o suficiente para abastecer uma cidade de 50 mil habitantes

Uma segunda PCH da companhia, entre as cidades de Ipuã e Ituverava, também no Rio Sapucaí, recebeu investimento de R$ 160 milhões: as duas produzem o equivalente a 40% do consumo de energia da montadora no País (leia aqui).

“O investimento da Volkswagen do Brasil na geração de energia demonstra o compromisso da empresa com o crescimento sustentável e com a preservação dos recursos naturais, uma vez que a hidrelétrica é uma das formas de energia mais limpas que existem”, afirma o gerente executivo responsável pelo projeto de PCH, Michael Lehmann.

Em cinco anos, a PCH Anhanguera contabiliza diversas ações: em 2012, recebeu a aprovação da ONU, a Organização das Nações Unidas, para seu projeto de Certificação de Emissões Reduzidas (CER), mais conhecido como Créditos de Carbono. O certificado atesta que a usina hidrelétrica é uma iniciativa sustentável de geração de energia e que contribui para reduzir a emissão de gases causadores do efeito estufa.

A usina também gerou ações sociais, como a criação de salas de aula no canteiro de obras durante sua construção para cursos de capacitação e treinamento, além de ações ambientais, como o reflorestamento ao redor do lago que sustenta a usina, a criação de um centro de triagem de animais silvestres e a construção da ‘escada dos peixes’, acoplada à barragem que possibilita às espécies a subida do rio para o período de desova.



Tags: Volkswagen, usina hidrelétrica, PCH, central hidrelétrica, energia.

Comentários

  • Paulo Molinari

    Acompanho esta noticia a anos e agora saiu uma aqui neste site. Pois bem esta 1º usina da reportagem entre São Joaquim da Barra e Guará procede, esta PCH existe mesmo. Agora quanto a 2º PCH entre Ipuã e Ituverava não existe. Moro em Ipuã desde que nasci e até hoje só ouvi falar desta PCH em Ipuã, esta PCH não existe aqui como dito na reportagem. Esta 2° PCH é entre Ituverava e São joaquim da Barra e não em Ipuã e Ituverava como dito na reportagem. Em Ipuã existe a marcação no rio Sapucaí para a 3º PCH com o nome de Monjolinho, mas até hoje não foi feito nada além das marcações, uma pena pois traria beneficios fiscais para cidade de Ipuã, pois é uma cidade pequena e ajudaria muito esta 3° PCH.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência