Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Certificação | 17/03/2015 | 22h05

Selo do Inmetro está chegando para os pneus

Introdução vai até abril de 2018, quando a etiqueta estará em todo o varejo

MÁRIO CURCIO, AB | De Americana (SP)

Em abril deste ano, pneus de novas famílias já começam a receber o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Seguindo o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), a identificação terá informações do componente em três quesitos: resistência ao rolamento, aderência no molhado e ruído externo. Em outubro do ano que vem, todos os componentes produzidos no Brasil ou importados terão de receber o selo.

Tanto a resistência à rodagem como a aderência no molhado receberão notas de A a G. Na medição de ruído haverá impressa a quantidade de decibéis e também ondas sonoras (de uma a três). O PBE será adotado em pneus radiais para carros, picapes, utilitários, vans, caminhonetas, caminhões e ônibus. “Os selos do Inmetro serão colados somente nos pneus levados ao mercado de reposição. Os componentes instalados em carros zero-quilômetro não receberão a etiqueta”, afirma o gerente de marketing Vinícius Sá.

“A concepção do selo segue critérios europeus, mas no caso do Brasil é preciso respeitar os limites mínimos estabelecidos para os três quesitos”, diz Sá. Assim como ocorreu com outros itens para automóveis, como rodas de liga leve e baterias, por exemplo, a entrada em vigor do selo segue alguns passos a fim de permitir o comércio dos pneus antigos em estoque tanto pelas fábricas como distribuidores e lojistas.

Entre outubro de 2016 e março de 2017 as fabricantes e importadoras ainda podem vender pneus não etiquetados aos seus distribuidores. Em de abril de 2017, as indústrias e importadoras só poderão repassar pneus etiquetados. E estes terão até março do ano seguinte para esgotar os estoques antigos.

Desta forma, de abril de 2018 para frente, os pontos de venda para o consumidor final só poderão oferecer pneus com o selo do Inmetro. “O usuário ainda não sabe do que se trata o selo e certamente precisará desse tempo”, acredita Vinícius Sá.

Vale dizer que pneus lameiros ou de uso misto, naturalmente mais ruidosos e resistentes à rodagem, serão analisados dentro de categorias próprias para que não tenham suas notas prejudicadas na comparação com modelos específicos para asfalto.



Tags: Selo, Inmetro, pneus, radiais, caminhões, ônibus, etiquetagem, PBE, Vinícius Sá.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência