Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 19/02/2015 | 17h47

Paccar tem lucro líquido de US$ 1,36 bilhão em 2014

O 2º melhor resultado da história do grupo, dono da marca de caminhões DAF

REDAÇÃO AB

Impulsionado pelo bom desempenho na América do Norte, o lucro líquido da Paccar cresceu 16% em 2014 sobre o ano anterior, para US$ 1,36 bilhão ou US$ 3,82 por ação. A receita do grupo dono das marcas de caminhões DAF, Kenworth e Peterbilt atingiu valor recorde de US$ 18,99 bilhões, alta de 11% na mesma base de comparação, com a venda de 142,9 mil veículos em todo o mundo.

“Este é o segundo melhor lucro líquido anual da história da empresa e o 76º ano consecutivo de lucro líquido”, disse Ron Armstrong, CEO do Grupo. “Os resultados financeiros são uma consequência da qualidade de seus produtos e serviços premium, o aumento nas vendas de caminhões na América do Norte, o crescimento nas receitas de peças no pós-vendas e os ativos da Paccar Financial Services”, pontuou.

O executivo destacou que o lucro e o forte fluxo de caixa permitiram que a empresa investisse em novos veículos premium, expandisse seus centros de distribuição de peças destinadas ao pós-venda e aprimorasse suas instalações de produção. Em especial, os clientes norte-americanos estão se beneficiando do bom crescimento econômico, do recorde por tonelagem de frete, dos baixos preços dos combustíveis e da melhor eficiência operacional dos caminhões Kenworth e Peterbilt.

VENDAS POR REGIÃO GLOBAL

“As vendas no varejo de caminhões Classe 8 nos Estados Unidos e Canadá em 2014 totalizaram 250 mil veículos em 2014, crescimento anual de 18% e foram também as mais altas desde 2006”, disse Dan Sobic, vice-presidente da Paccar. “A demanda por caminhões está sendo impulsionada pela melhora na economia e pela expansão da frota. Em 2014, atingimos uma participação de mercado de caminhões Classe 8 de 27,9%. As estimativas para as vendas no varejo em 2015 estão na faixa de 250 mil a 280 mil unidades”, projetou Sobic.

Na Europa, onde a empresa atua com a marca DAF no mercado de caminhões, anotou participação de 13,8% no segmento acima de 16 toneladas, cujas vendas somaram 227 mil unidades em 2014. A seu relatório, a Paccar estima que as vendas do segmento de 16 toneladas em 2015 no mercado europeu fiquem entre 200 mil e 240 mil unidades, mas não revela se seu índice de participação deverá continuar no mesmo patamar ou mesmo subir.

Beneficiada pela produção no Brasil, as vendas da DAF na América do Sul foram de 3,6 mil unidades, alta de 37% – o mercado total chegou a 129 mil caminhões. Para a região, o grupo espera que as vendas totais de caminhões pesados em 2015 estarão na faixa de 110 mil a 130 mil unidades. “A produção da DAF no Brasil e o contínuo crescimento da rede de concessionárias da DAF no País aumentarão ainda mais as vendas de veículos da Paccar na América do Sul”, disse Sam Means, vice-presidente do grupo.

AUTOPEÇAS E DIVISÃO DE SERVIÇOS FINANCEIROS

No segmento de peças, as vendas da Paccar atingiram receita também recorde para US$ 3,08 bilhões e lucro antes de impostos de US$ 496,7 milhões em 2014. “O crescimento do negócio de peças no pós-vendas da Paccar foi impulsionado por investimentos em distribuição, tecnologia e produtos. A marca global TRP destinada a todas as marcas e modelos de caminhões, reboques e ônibus, contribuiu para aumentar o negócio de peças em nossas concessionárias. A melhora na utilização da frota e na idade das frotas de caminhão norte-americana também está contribuindo para excelentes negócios de peças e serviços”, comentou David Danforth, gerente-geral da Paccar Parts e vice-presidente do grupo.

A divisão de serviços financeiros Paccar Financial Services atingiu lucro antes dos impostos recorde de US$ 370,4 milhões, aumento de 9% na passagem de 2013 para 2014, com receita de US$ 1,20 bilhão, incremento de 2,5%. Com um portfólio de 166 mil caminhões e reboques, os ativos da divisão totalizam US$ 11,92 bilhões.

“O lucro da PFS aumentou devido ao maior balanço dos ativos e ao excelente desempenho do portfólio em 2014”, disse Bob Bengston, vice-presidente sênior da Paccar.



Tags: Paccar, DAF, lucro líquido, balanço, caminhões.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência