Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 12/02/2015 | 17h51

Chery começa produção em série do Celer em Jacareí

É o primeiro da marca feito no Brasil; no 2º semestre será a vez do novo QQ

REDAÇÃO AB

Quase seis meses após inaugurar as instalações de sua fábrica em Jacareí (SP) (leia aqui), a Chery inicia a produção comercial do Celer, primeiro modelo que está sendo montado pela marca chinesa no Brasil. O número um saiu da linha de montagem no dia 6 de fevereiro, segundo comunicado divulgado pela empresa na quinta-feira, 12.

Na nota, a empresa informa que o modelo nacional chegará a rede de concessionárias em abril. O Celer, que será oferecido nas versões hatch e sedã, foi o segundo modelo com maior crescimento de vendas da Chery em 2014, 45% na comparação com 2013, seguido pelo QQ, com 12%. A maior alta veio do utilitário Tiggo, com 73% (leia aqui).

Já o novo QQ, apresentado no Salão de Xangai em 2013, chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano, versão importada da China. O modelo começa a ser montado em Jacareí a partir do segundo semestre.

“Demos o start da produção seriada do Celer dia 6 e seguiremos um cronograma gradativo de aumento de fluxo mês a mês. No segundo semestre inicia-se a fabricação do QQ. A previsão é que ao final do ano a fábrica de Jacareí alcance os 30 mil carros produzidos”, diz Luis Curi, vice presidente da Chery Brasil.

Para 2015, a empresa planeja o lançamento da nova geração do Tiggo, apresentado no ano passado durante o Salão do Automóvel de São Paulo e cuja produção nacional está prevista para este ano (leia aqui).



Tags: Chery, Celer, QQ, fábrica, Jacareí.

Comentários

  • Feliciano JR

    A Chery, tem futuro no Brasil !! ao contrario da JAC !

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência