Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 11/02/2015 | 15h55

Venda do novo Troller T4 cresce 70%

Avanço foi medido desde o lançamento da nova geração, em agosto

REDAÇÃO AB

As vendas da Troller cresceram mais de 70% desde o lançamento, em agosto passado, da nova geração do jipe T4, que teve cerca de mil unidades vendidas até janeiro deste ano. "O mercado volátil no primeiro mês do ano não impediu que o T4 mantivesse sua trajetória crescente. Em janeiro foram 190 unidades, um aumento de 58% em relação ao mesmo período do ano anterior”, afirma o supervisor de vendas da empresa, Alexandre Fontes.

A Troller foi comprada pela Ford em janeiro de 2007. Desde a aquisição, o melhor ano de vendas havia sido 2011, com 1.475 unidade emplacadas. O volume total de 2014 foi pouco melhor, 1.483, como decorrência da transição do carro antigo para o novo, reformulação da fábrica e substituição do processo de produção.

O novo Troller T4 foi lançado em julho do ano passado. O utilitário teve chassi e carroceria totalmente reformulados e recebeu motor 3.2 turbodiesel de 200 cv, o mesmo que equipa a Ford Ranger. Herdou também câmbio, chassi, painel e outros componentes da picape. O Troller tem tração 4x4, reduzida, transmissão manual de seis marchas e mantêm a carroceria feita de fibra de vidro, fabricada agora por um processo mais moderno, que resulta em peças mais bem acabadas.

Comando eletrônico de tração, diferencial traseiro autoblocante e freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD fazem parte da lista de equipamentos. Mas não há airbags nem como opcionais.



Tags: Troller, T4, Alexandre Fontes, 4x4, ABS, EBD, autoblocante.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência