Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 09/02/2015 | 18h55

Lucro da Nissan cresce 23,6% em nove meses

Resultado apurado em três trimestres de 2014 chega a US$ 3,2 bilhões

REDAÇÃO AB

No ano fiscal japonês que se inicia em abril, a Nissan apurou lucro líquido de 338,8 bilhões de ienes nos nove meses terminados em dezembro passado, equivalente a US$ 3,2 bilhões, com expressivo crescimento de 23,6% sobre igual período de 2013. A receita líquida também avançou no intervalo, mas com a metade da velocidade, em acréscimo de 11,1%, para 8 trilhões de ienes, US$ 75,8 bilhões, comprovando a boa rentabilidade conquistada pela montadora japonesa em suas operações globais.

Outro indicativo do bom desempenho financeiro é o lucro operacional, antes de impostos, que leva em consideração o resultado da operação principal da empresa, que atingiu em nove meses 417,9 bilhões de ienes, US$ 3,9 bilhões, em alta de 39% ante o mesmo período do ano anterior, representando margem de 5,2% sobre a receita líquida. Segundo comunicado da empresa, o resultado positivo é justificado pelo aumento das vendas nos Estados Unidos, além da maior eficiência na gestão de custos.

“A Nissan entregou sólidos resultados financeiros nos primeiros nove meses do ano fiscal, refletindo crescimento de vendas dos nossos mais recentes modelos no mercado americano, além da normalização da taxa de câmbio iene-dólar”, afirmou no comunicado Carlos Ghosn, CEO e presidente mundial da Nissan.

Com a boa performance, a Nissan revisou para cima suas projeções para o fechamento do ano fiscal, de abril de 2014 a março de 2015. “Antecipamos bons resultados para o ano completo uma vez que nossa ofensiva em relação aos produtos e momento positivo na América do Norte e na Europa Ocidental compensam a volatilidade em outros mercados. Dadas estas tendências, além do contínuo impacto de movimentos financeiros e controle de custos, estamos revisando para cima nossa previsão financeira para o ano completo”, disse Ghosn.

A Nissan estima fechar o ano fiscal com lucro líquido de 420 bilhões de ienes, US$ 3,9 bilhões, e receitas projetadas de 11,15 trilhões de ienes, US$ 102,5 bilhões. O resultado operacional deverá chegar a 570 bilhões de ienes, equivalente a US$ 5,2 bilhões.

Em movimento inverso, a Nissan revisou para baixo sua expectativa de vendas em unidades para o ano fiscal 2014, refletindo as tendências globais de vendas de carros. A companhia espera vender 5,3 milhões de veículos no ano fiscal, 2,2% a mais que no ano anterior.

VENDAS

Globalmente, a Nissan vendeu 3,83 MILHÕES veículos nos primeiros nove meses do ano fiscal 2014, um crescimento de 4,4% na comparação anual. A montadora viu crescer rapidamente a demanda por carros como Altima e Rogue nos Estados Unidos, onde os volumes de varejo cresceram 10,9%, para 1,03 milhão de unidades. A Nissan também reportou um crescimento de 13,4% nas vendas na Europa, que alcançaram 534 mil unidades, sendo o premiado Qashqai e o novo Pulsar os veículos que mais impulsionaram os pedidos.

O crescimento na América do Norte e Europa compensou a queda no mercado de origem da Nissan, o Japão, onde a combinação de impostos mais altos e confiança menor do consumidor contribuíram para retração de 10,5%, para 417 mil veículos vendidos de abril a dezembro de 2014. Na China, onde a Nissan é a marca japonesa líder, as vendas subiram 5,2%, para 879 mil veículos em nove meses.



Tags: Nissan, resultado, balanço, lucro, faturamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência