Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 30/01/2015 | 17h45

Lucro líquido da Ford tem queda de 55% em 2014

América do Norte mantém lucro enquanto América do Sul infla prejuízo

REDAÇÃO AB

A Ford encerra 2014 com lucro líquido 55% menor do que o registrado no ano anterior, passando de US$ 7,1 bilhões para US$ 3,1 bilhões, em meio a um cenário recheado de custos com recalls, perdas com a desvalorização cambial na América do Sul e reflexos dos problemas econômicos na Rússia, informa em comunicado a empresa.

Na mesma base de comparação, o lucro antes de impostos ficou 27% menor, para US$ 6,2 bilhões, dos quais US$ 4,4 bilhões são provenientes da divisão automotiva. Com vendas globais estáveis, de 6,3 milhões de unidades, o faturamento da empresa caiu em menor proporção, de 2%, para US$ 144,1 bilhões, demonstrando que a Ford vendeu veículos com margem de lucro menor em 2014. Apesar do resultado menor do ganho líquido, o relatório destaca que este foi o quinto ano consecutivo de lucro da montadora.

O desempenho na América do Norte, sendo os Estados Unidos o principal mercado, ajudou a manter a empresa no azul. A retração anual de 5,4% das vendas, para 2,8 milhões de unidades, resultou em queda de 4,7% do faturamento, para US$ 82,4 bilhões. O lucro antes de impostos ficou 22% menor, mas ainda em patamar elevado de US$ 6,8 bilhões.

Já a América do Sul foi a região onde a Ford computou as maiores perdas: o prejuízo de US$ 33 milhões verificado em 2013 aumentou exponencialmente para US$ 1,16 bilhão em 2014. As vendas recuaram 14%, para 463 mil unidades, fazendo a receita cair para US$ 8,8 bilhões no ano passado. Em seu relatório, a empresa atribui o resultado ao reflexo da economia mais fraca no Brasil e impacto das restrições de importação na Argentina, enquanto a queda na receita é explicada pela desvalorização cambial e mix desfavorável, recompensado parcialmente por política de aumento de preços.

Na Europa, as vendas ficaram estáveis em 2014 e o faturamento aumentou 8%, para US$ 29,5 bilhões, enquanto o prejuízo diminuiu 26%, para US$ 1,06 bilhão. Já no Oriente Médio, onde a empresa computa pequena fatia dos negócios, o faturamento diminuiu 2%, para US$ 4,4 bilhões, enquanto o prejuízo teve importante queda, de US$ 69 milhões para US$ 20 milhões.

Na contramão da maré baixa, a região da Ásia-Pacífico, impulsionada pela China, apresentou resultados confortantes: as vendas subiram 13,3%, para volume de 1,4 milhão de unidades, resultando em crescimento de 3,8% da receita na região. As vendas na China cresceram 19%, para 1,1 milhão de veículos, recorde da marca no país. O lucro antes de impostos apresentou incremento expressivo de 80%, passando de US$ 327 milhões para US$ 589 milhões.

PROJEÇÕES 2015

A Ford manteve sua projeção de lucro antes de impostos entre US$ 8,5 bilhões e US$ 9,5 bilhões para 2015, projetando um ano de recuperação. A empresa acredita em expansão global em 3%, liderada pelos Estados Unidos e China, e espera que o mercado mundial de veículos fique entre 88 milhões e 92 milhões de unidades.

Para os Estados Unidos, aposta em crescimento econômico na faixa de 3% este ano, com melhora do avanço do emprego e baixa dos preços de combustíveis, o que apoiará o consumo. Já para a América do Sul, que enfrenta volatilidade do mercado e incertezas políticas, a Ford prospecta cenário de fraca recuperação na economia do Brasil e contração nos mercados da Argentina e Venezuela.

Na Zona do Euro projeta-se crescimento em pouco mais de 1%, enquanto a Rússia deve declinar de forma acentuada com inflação mais elevada, resultante da baixa do preço do petróleo e desvalorização cambial. Por fim, a Ford aposta que o crescimento econômico na China se mantenha estável entre 7% e 7,5%.



Tags: Ford, balanço, lucro líquido, receita, faturamento, prejuízo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência