Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volvo Caminhões quer brigar pela liderança

Comerciais | 01/12/2014 | 14h45

Volvo Caminhões quer brigar pela liderança

Roger Alm deixa a difícil tarefa para o sucessor Claes Nilsson

GIOVANNA RIATO, AB

Roger Alm deixará uma árdua tarefa para Claes Nilsson, seu sucessor na presidência da Volvo Caminhões para a América Latina: alcançar a liderança de mercado no Brasil. A mudança no comando da empresa acontece em janeiro de 2015. Em encontro com jornalistas para a sua despedida, na segunda-feira, 1º, Alm enfatizou que este sempre foi o objetivo de sua gestão e que muito provavelmente será também o de Nilsson.

Apesar de a meta ainda estar distante, o caminho para que ela seja alcançada está bem pavimentado. O atual presidente da Volvo Caminhões deixa a companhia em situação muito diferente da que encontrou há cinco anos, quando assumiu o cargo. A empresa ganhou mais de oito pontos porcentuais de participação no mercado brasileiro de caminhões pesados no período, passando de 13% de market share em 2009 para os atuais 21%. “Nenhuma empresa do segmento cresceu tanto no Brasil neste período”, enfatiza Alm, que assumirá a presidência da companhia para a Europa.

Com isso, a companhia desbancou a Ford Caminhões e se posicionou como a terceira marca mais vendida do País, atrás apenas da Mercedes-Benz e da MAN. A evolução impressiona principalmente pelo posicionamento da montadora, que produz apenas modelos pesados com preços tradicionalmente mais elevados que o da maior parte das concorrentes. Exemplo disso é a recente renovação completa da gama Volvo, que chegou com preços 20% mais elevados mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelo mercado brasileiro, que diminuiu 13,2% nos 10 primeiros meses deste ano (leia aqui).

A linha de caminhões começou a ser apresentada entre o fim de setembro e o início de outubro. As entregas das primeiras unidades acontecerão apenas a partir de janeiro, mas, sem detalhar números, Alm garante que o ritmo das encomendas corresponde às expectativas da companhia. “Poderíamos disputar a liderança do mercado apenas reduzindo preços, mas este não é o objetivo. Queremos crescer de forma estruturada”, explica o executivo, defendendo que, antes de alcançar mais market share, a companhia trabalha para ter uma operação saudável.

Além de ter nas mãos a linha de caminhões renovada, o futuro presidente da Volvo no Brasil contará com a rede de concessionárias fortalecida para dar sequência ao plano de expansão da marca. "Vamos inaugurar a nossa centésima casa antes do fim do ano”, conta Alm.

SEGUNDA MARCA

Sempre reservado ao falar da estratégia da companhia para o futuro, Alm garante que o Grupo Volvo ainda não bateu o martelo sobre o lançamento de uma segunda marca de caminhões no Brasil e sinalizou que esta tarefa ficará para o seu sucessor. Em 2012, durante o Salão do Automóvel de Hannover, o IAA, a companhia admitiu a possibilidade de começar a vender no Brasil caminhões da Mack, UD ou Renault. Desde antão, nenhum outro detalhe foi dado e o projeto permanece sob análise.

Alm assegura que o plano não foi afetado pela retração do mercado brasileiro este ano e avisa que a companhia não tem pressa. “Precisamos estudar muito bem porque qualquer problema poderia afetar também a marca Volvo”, pondera. Apesar de o executivo evitar dar pistas sobre o assunto, parece essencial para a companhia complementar a gama com caminhões mais leves para que consiga alcançar a liderança nos próximos anos.

A missão de fazer os últimos acertos para o provável início da operação de outra marca do Grupo Volvo no Brasil ficará agora nas mãos de Nilsson. Já Alm encerra com orgulho o seu desafio no País. “Foi a melhor época da minha vida em termos pessoais e profissionais. Meu coração sempre será uma parte brasileiro”, declarou ao fazer o balanço da meia década que passou no comando da operação local.



Tags: Volvo, caminhões, Roger Alm, Claes Nilsson.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência