Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 31/10/2014 | 19h06

Renault-Nissan unifica compras e prêmio

Pela primeira vez no Brasil Aliança faz premiação conjunta de fornecedores

PEDRO KUTNEY, AB

Após a integração completa em abril passado das compras da Aliança Renault-Nissan no Brasil, também foi unificada a premiação dos melhores fornecedores das duas marcas. Na terça-feira, 28, as duas fabricantes de veículos com plantas em São José dos Pinhais (PR) e Resende (RJ) concederam o prêmio Renault-Nissan Awards Brasil, em sete categorias, a seis das 350 empresas que atualmente fazem parte da cadeia de suprimentos e serviços de ambas. O processo reflete a estratégia mundial da companhia em aumentar sinergias e reduzir custos.

A chegada da Nissan ao País acrescentou 17 fornecedores à cadeia de suprimentos da Aliança, a maioria deles instalada no parque de Resende. “A unificação abre um leque de oportunidades. Nem fazemos mais distinção entre as duas plantas ou de seus fornecedores, pois já existem empresas instaladas em Resende que vão passar a fornecer para a Renault em São José dos Pinhais, assim como outras que já forneciam para a fábrica do Paraná ganharam contratos com a Nissan”, destaca Flávio Almeida, diretor de compras da Aliança Renault-Nissan do Brasil. Ele acrescenta que de agora em diante até carros de ambas as marcas poderão ser fabricados em qualquer um dos dois lugares: “Para os novos projetos as duas unidades de produção entram em uma concorrência e vencerá quem apresentar condições mais competitivas para produzir”.

Exemplos práticos da integração das compras começam a aparecer. A Yorozu Automotiva, que chegou ao País para fornecer componentes de chassis para a Nissan, já envia peças à Renault. No sentido inverso, a SMP Peguform já fornece itens exteriores de plástico pintado para ambas as fábricas. “A Nissan tem uma área de injeção de plásticos em Resende que também poderá abastecer São José dos Pinhais”, conta Almeida.

ESCALA MAIOR

“Até o momento as sinergias geradas pela Aliança reduziram € 3,2 bilhões em custos e o objetivo é elevar este valor para € 4,3 bilhões até 2016 e avançar para € 5 bilhões nos anos seguintes. Integrar as compras é parte fundamental para alcançar essas metas, pois assim os fornecedores ganham escala e podem reduzir custos”, explica o diretor, que há menos de um ano comandava somente as compras da Renault e agora lidera o time da Aliança. No caso brasileiro, após a inauguração da fábrica da Nissan em Resende, o número somado de carros produzidos pelas duas marcas no País tende a elevar rapidamente em cerca de 50% o volume de peças e serviços comprados pelo departamento integrado, sediado nas dependências da planta da Renault em São José dos Pinhais.

Também já existem exemplos dos benefícios trazidos pelo aumento de escala nas compras. Recentemente a Aliança fechou contrato com a Luvata para fornecimento anual de 850 mil eletrodos de solda usados na linha de produção de todas as fábricas na América do Sul, incluindo Brasil, Argentina e Colômbia. “Antes cada planta comprava de um fornecedor diferente. O contrato com a Luvata motivou a empresa a abrir uma fábrica no Brasil”, conta Almeida.

A Massei Uniformes, primeiro fornecedor a receber um prêmio da Aliança este ano, foi beneficiado por um acordo de fornecimento não só para a Renault e Nissan, pois também entraram no mesmo contrato a Bosch e a Whirlpool (dona das marcas Brastemp e Consul). Com isso, a empresa ganhou a concorrência para fornecer de mais de 9 mil uniformes e os clientes vão pagar preço 40% menor.

A unificação também trouxe aumento do quadro de funcionários do departamento de compras. “Com a fábrica da Nissan o volume aumentou muito e agregamos mais 50 pessoas ao setor. Isso foi bom porque antes havia certa limitação e agora podemos especializar os compradores em determinadas áreas”, explica Almeida. Ele conta que existem gerentes separados para Nissan e Renault, mas muitos compradores já atendem as necessidades de ambas as marcas.

PREMIAÇÃO

No primeiro prêmio integrado de fornecedores da Aliança Renault-Nissan, seis empresas foram reconhecidas em sete categorias por se destacar em critérios de qualidade, prazo, redução de custos, logística e serviços. A PPG Tintas e Vernizes foi escolhida como a melhor empresa da cadeia de suprimentos de ambas as marcas no Brasil em 2014. Para a Renault esta foi a segunda edição da premiação no País, iniciada em 2013 ainda sem participação da Nissan.

A cerimônia de premiação também marcou o encerramento da 7ª Convenção de Fornecedores da Aliança, que reuniu cerca de 250 fornecedores de diferentes regiões do Brasil e um público total de mais de 300 pessoas.

Prêmio
A convenção de fornecedores da Aliança Renault-Nissan (esquerda) e o prêmio para a PPG Tintas e Vernizes (direita), recebido por Carlos Thurler (ao centro), da divisão de marketing corporativo da empresa, ao lado de Olivier Murguet (direita), presidente da Renault do Brasil, e Flávio Almeida, diretor de compras da Aliança.

Veja abaixo os fornecedores vencedores do Renault-Nissan Awards Brasil:

MELHOR DOS MELHORES
• PPG Industrial do Brasil Tintas e Vernizes Ltda

PRÊMIO ESPECIAL ALIANÇA RENAULT-NISSAN
• Massei Uniformes

MELHOR EM LOGÍSTICA
• Brazul Transporte de Veículos

CONTRIBUIÇÃO À CONSTRUÇÃO DA FÁBRICA NISSAN/RESENDE
• Primax Transportes Pesados

MELHOR EM REDUÇÃO DE CUSTOS
• Yazaki do Brasil Ltda.

MELHOR EM QUALIDADE (RENAULT)
• PPG Industrial do Brasil Tintas e Vernizes Ltda.

MELHOR EM ENTREGAS (RENAULT)
• Nemak Alumínio do Brasil Ltda.

MELHOR EM SERVIÇOS
• Neogama



Tags: Aliança Renault-Nissan, Renault, Nissan, compras, fornecedores, prêmio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência