Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Kia lança novos Sorento e Carnival no Salão do Automóvel
Kia apresenta novos Sorento e Carnival para o mercado brasileiro: vendas só em 2015 (Fotos: Luis Prado)

Eventos | 29/10/2014 | 12h52

Kia lança novos Sorento e Carnival no Salão do Automóvel

E aguarda novos incentivos do governo para vender Optima híbrido no Brasil

SUELI REIS, AB

Como principais atrações de sua participação no Salão do Automóvel, a Kia apresenta ao Brasil a terceira geração do Sorento, que fez sua estreia mundial no mês passado, durante o Salão de Paris, bem como a nova Carnival, que mistura as categorias de minivan com SUV. Com início das vendas previsto para o segundo trimestre de 2015, as novidades são parte do plano agressivo de lançamentos da marca para os próximos anos: “Até 2018, o setor automotivo global conhecerá 31 novos modelos, com cerca de 60 derivativos, chegando a um total de 90 modelos diferentes nos próximos quatro anos”, revela Ary Jorge Ribeiro, diretor de vendas da Kia.

Além das duas novidades, a Kia mostra ainda a versão elétrica Soul EV e o Optima Hybrid, equipado com motor a gasolina 2.0 16V e 4 cilindros, que entrega 150 cv de potência acompanhado pela bateria de polímero de lítio, de 270 cv. Apesar de não ser um plug-in, modelo que se encaixa na medida do governo que reduz de 35% para até 7% o imposto de importação de veículos híbridos, a Kia prefere esperar por outras medidas antes de oferecê-lo ao mercado brasileiro.

“A redução do imposto de importação é positiva, mas propomos ao governo brasileiro que retire a sobretaxação dos 30 pontos adicionais do IPI também para este tipo de veículo, amigável ao meio ambiente. Fomos a marca importadora mais prejudicada com a elevação do IPI, com uma cota de 4,8 mil unidades por ano, por isso também propomos uma revisão da cota, para que o volume seja proporcional à média de vendas da marca nos últimos três anos. Esse volume atende outras importadoras, mas não a Kia”, ressalta José Luiz Gandini, presidente da Kia no Brasil.

Neste ano, a marca espera encerrar com a venda de 22 mil unidades contra as 26 mil entregues no ano passado. Sobre expectativa para 2015, Gandini diz que prefere esperar alguma decisão sobre as cotas de importação sem o IPI adicional: “Para poder crescer no Brasil, é preciso rever as cotas. A eleição definida e a nomeação de nomes de reconhecimento internacional e que dá credibilidades para os ministérios, especialmente para a Fazenda, devem acalmar o mercado, fazendo voltar a subir a confiança no País. Acredito que passando a onda de pessimismo, volta a ter mais recurso para a economia, espero também que o governo novo trará ideias novas”. O executivo acrescentou que ainda não há qualquer decisão de fábrica da Kia no País e ainda não sabe qual o efeito da nova unidade no México, que montará a partir de 2016 os modelos Rio e Cerato, em regime de CKD.

“Uma nova regulamentação sobre o comércio com o México deve estar a caminho, porque o que há agora termina em 19 de março do ano que vem. Essa nova decisão deve vir no início do ano.”



Esta cobertura do Salão do Automóvel de São Paulo é patrocinada pela MWM International



Tags: Kia, Salão do Automóvel 2014, Sorento, Carnival, Optima Hybrid, José Luiz Gandini.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência