Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Engenharia | 01/10/2014 | 12h17

Direção autônoma gera expectativa na indústria

Congresso SAE debate o tema com executivos de montadoras e sistemistas

MÁRIO CURCIO, AB

A direção autônoma mudará mais do que a maneira de ir e vir. Essa foi uma das conclusões do painel “Engenheiros-Chefes: Soluções da Engenharia para os Desafios da Mobilidade” apresentado durante o 23º Congresso SAE, que ocorre até 2 de outubro no pavilhão vermelho do Expo Center Norte, em São Paulo.

“A forma autônoma de dirigir vai redefinir nossa realidade e o conceito do carro mudará na cabeça das pessoas”, afirma o vice-presidente de marketing, vendas e serviços da Ford na América do Sul, Natan Vieira. “A necessidade de novas formas de transporte é inevitável”, reforça o gerente executivo de desenvolvimento da Volkswagen do Brasil, Antônio Carnielli Júnior. “A Volkswagen trabalha em conjunto com outras 17 empresas para tornar o carro totalmente autônomo”, diz Carnielli Jr. Ele acredita que a automação virá em cinco etapas, iniciando-se com a comunicação entre veículos (car2car), como alertas de tráfego congestionado e acidente adiante, por exemplo, passando por advertência de cruzamentos até chegar à direção totalmente autônoma.

No Brasil, a padronização das vias será um grande desafio. “Na Europa, por exemplo, não há lombadas. Elas elevam a altura da traseira do carro em movimento, que é usada como referência pelo radar de quem vem atrás. Este é um dos pontos que requerem adaptações para diferentes mercados dos sistemas que já são produzidos”, afirma o gerente de engenharia da Bosch, Johannes Kopp.

Entre essas adaptações necessárias está o tráfego de motos entre os carros. Kopp recorda que o desafio no trânsito cresce à medida que aumenta também o número de elementos que compõem o ambiente urbano. “Outros pontos a definir são as responsabilidades em caso de falha”, recorda.

Os avanços, porém, são concretos: “O assistente de mudança de faixa começou apenas com alertas e hoje é capaz de trazer o carro de volta para a pista”, conclui Kopp.



Tags: Congresso SAE, Expo Center Norte, Engenheiros-Chefes, Antônio Carnielli Júnior, Natan Vieira, Bosch, Volkswagen, Johannes Kopp.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência