Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 26/11/2008 | 00h00

Grajew: Petrobras é arrogante e tem combustível ruim

Oded Grajew, do Movimento Nossa São Paulo, assina nota comentando que a Petrobras acaba de ser excluída do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da Bovespa, índice que reúne empresas que se destacam por seu compromisso com a responsabilidade social e a sustentabilidade.

Automotive Business

Oded Grajew, do Movimento Nossa São Paulo, assina nota comentando que a Petrobras acaba de ser excluída do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da Bovespa, índice que reúne empresas que se destacam por seu compromisso com a responsabilidade social e a sustentabilidade. O motivo da exclusão é o não cumprimento por parte da empresa da resolução 315/2002 do Conama, que determina a redução do teor do enxofre no diesel comercializado no Brasil a partir de janeiro de 2009. A decisão foi tomada pelo Conselho do ISE, composto por Bovespa, International Finance Corporation, Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar, Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais, Associação Nacional de Bancos de Investimentos, Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, Ministério do Meio Ambiente e Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. O MMA se absteve da votação. Todos os outros membros votaram pela exclusão da Petrobrás. Em seis de novembro foi encaminhada ao Conselho do ISE uma carta assinada por onze entidades relatando a postura da Petrobrás em relação à resolução 315/2002 do Conama. “Infelizmente, tal postura resultou no não cumprimento desta resolução e na postergação por vários anos do início de uso de diesel mais limpo em nosso país. A grande quantidade de partículas de enxofre no diesel brasileiro é responsável por graves doenças respiratórias na população (especialmente crianças e idosos) e pela morte prematura de aproximadamente 10 mil pessoas por ano” – afirma Grajew. “Esta notícia não nos alegra. Muito pelo contrário. Lamentamos que a postura arrogante e prepotente da atual direção da Petrobras, menosprezando o diálogo com a sociedade e insensível a um problema tão grave de saúde pública, manche de forma tão profunda a história de uma empresa brasileira que já deu tanto orgulho a todos nós por sua excelência tecnológica (mas que atualmente distribui combustíveis que se situam qualitativamente entre os piores do mundo) e seu compromisso com o desenvolvimento econômico e social do país” – conclui.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência