Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 22/09/2014 | 19h50

Acav espera por alta nas vendas de pesados nos últimos quatro meses

Mas associação dos concessionários MAN diz que margens tendem ficar menores

REDAÇÃO AB

A Acav, Associação Brasileira dos Concessionários MAN Latin America, espera um segundo semestre melhor para o mercado de pesados. Na análise de Diego Comolatti, presidente da associação, o período de retração nas vendas já foi superado.

De acordo com Comolatti, o mercado permaneceu em alta por bastante tempo e é natural que acontecesse a queda. O executivo lembra que o desempenho do segmento está diretamente ligado ao momento pelo qual passa o País. “O enfraquecimento da atividade econômica contribuiu para a retração na demanda de cargas, o que nos atingiu em cheio. É um mercado muito cíclico.”

Apesar da expectativa mais otimista para o segundo semestre, o presidente da Acav acredita que as revendas, independentemente da marca, terão de se ajustar para enfrentar a fase que vem pela frente. “Esperamos um cenário positivo no segundo semestre. No entanto, o mercado de pesados passará por um período de crescimento módico, no qual as margens tendem a ficar cada vez menores. Quem não estiver atento a esse movimento, vai sofrer as consequências.”

Comolatti ressalta ainda que o mercado está cada vez mais profissionalizado e não existe espaço para amadores. “Não adianta ter um caminhão maravilhoso, se o pós-venda não for de alto nível. Além disso, é preciso contar com uma ótima estrutura nas oficinas e ter um preço coerente com o serviço oferecido.”



Tags: Acav, MAN Latin America, caminhões, pesados, Diego Comolatti.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência