Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 28/08/2014 | 19h45

Importação de pneus chineses cresceu 7,4% no acumulado do ano

Produtos respondem por 53,6% dos pneumáticos vindos do exterior

REDAÇÃO AB

De janeiro a julho o Brasil importou 16,87 milhões de pneus (exceto para duas rodas). Deste total, 9,05 milhões, equivalentes a 53,6%, vieram da China. A comparação com o mesmo período do ano passado revela alta 7,4% na entrada de pneumáticos chineses.

A produção total do Brasil nos primeiros sete meses (novamente com exceção para duas rodas) atingiu 31,18 milhões de unidades, mostrando que as compras do gigante asiático equivalem a mais de dois meses do que a indústria local fabricou.

Como esses pneus se destinam em regra ao mercado de reposição, essa participação é proporcionalmente ainda maior. Os outros 46,4% das importações no período (7,82 milhões de pneus) vieram de diferentes países da Ásia e do leste europeu, além da Argentina.

“As importações de pneus da China cresceram bem mais do que a produção de veículos no País e boa parte desses produtos compete de forma desleal com os que são fabricados no Brasil”, afirma Alberto Mayer, presidente da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip). Do consumo aparente total de pneus no País, 35% é de importados.

A associação vem buscando em reuniões com o governo maneiras de aumentar a competitividade do setor. “Temos de enfrentar o Custo Brasil e ainda gastamos cerca de R$ 100 milhões ao ano para recolher pneus inservíveis, como determina a legislação, e temos superado todo ano as metas estabelecidas pelo Ibama com base nos dados de venda. Já os importadores independentes têm ficado 30% abaixo do que deveriam recolher, o que reduz seus custos”, recorda o presidente da Anip.



Tags: Pneus, pneumáticos, importação, Anip, Alberto Mayer.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência