Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 26/08/2014 | 20h05

Aumentam as concessões para financiamento de veículos

Houve alta de 15,1% em recursos, passando de R$ 6,8 bi em junho para R$ 7,8 bi em julho

REDAÇÃO AB

Texto atualizado em 27/08 às 15h10

Ainda é cedo para dimensionar os efeitos das novas medidas anunciadas por Banco Central e Ministério da Fazenda na semana passada para estimular a concessão de crédito para compra de veículos (leia aqui), que deverão mostrar maior grau de eficácia somente a partir de setembro. Contudo, mesmo que independente dos estímulos, pode-se dizer que as financeiras começaram a emprestar mais recursos para esse segmento, conforme demonstra o levantamento mensal de julho, divulgado pelo BC na terça-feira, 26, que indica certa retomada de crédito no segundo semestre.

O levantamento aponta que o estoque de contratos ativos encolheu R$ 8,7 bilhões, passando de R$ 193,9 bilhões em julho de 2013 para R$ 185,2 bilhões em igual mês deste ano. Isso significa que os valores quitados estão maiores do que os concedidos, o que fez a carteira cair.

Mas se analisado o valor de novas concessões a tendência é positiva. Houve crescimento de 15% nos recursos destinados a financiamentos de veículos no País, passando de R$ 6,8 bilhões em junho para R$ 7,8 bilhões em julho.

A taxa média de juros praticada ficou praticamente estável de um mês para o outro: era de 23% ao ano em maio e em junho e ficou em 23,1% em julho. Já o prazo médio dos financiamentos para pessoas físicas segue estagnado em cerca de 40 meses (41,6 em julho).

Outra boa notícia para as instituições financeiras é que a inadimplência voltou a cair. Os atrasos de pagamentos maiores de 90 dias fecharam julho em 4,8% dos contratos ativos, contra 5,2% no início de 2014 e 4,9% em junho último. Se considerados os atrasos de 15 a 90 dias no pagamento, há também queda: de 8,1% dos contratos em junho para 7,7% em julho.



Tags: Banco Central, crédito, leasing, inadimplência, financiamento.

Comentários

  • augusto

    São bilhoes de incentivos que o governo injetado e concedido aos bancos, mas que infelizmente nao chega ao consumidor, não a diminuição dos custos do financiamento os patios das montadoras estão cheios, as industrias suspendem e demitem funcionarios, porque o preço dos automoveis tambem não baixam, a verdade e que o consumidor quer comprar, mas com o credito caro e os preços subindo mesmo sem venda de veiculos, a lei da oferta e da procura nao funciona aqui. tem carro demais o preço deveria cair e cair tambem o preço do financiamento mas infelizmente nada acontece... o que e necessario seria diminuir a margem de lucro, baixar preço, aumentar o prazo para pagamento do financiamento e premiar com juros zero aqueles que como eu pagam em dia, ou antecipam as prestações.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência