Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 29/07/2014 | 18h44

Aumento de preços dos veículos desacelera no 1º semestre

Preços médios subiram 2,3%, abaixo da inflação, aponta Índice WebMotors

REDAÇÃO AB

A média dos preços dos veículos novos anunciados no portal WebMotors apresentou aumento de 2,3% no primeiro semestre, segundo dados levantados pelo próprio site, dedicado a classificados de veículos. O indicativo ficou 1,45 ponto porcentual abaixo da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que encerrou o período em 3,75%. No acumulado dos primeiros quatro meses do ano, a valorização média dos veículos ficou acima da inflação.

A WebMotors atribui a inversão do cenário à queda das vendas registradas entre janeiro e junho, em consequência do menor número de dias úteis, incluindo os feriados fixos e outros gerados pela Copa do Mundo. Para basear sua pesquisa, o site comparou os preços dos 49 modelos mais vendidos no primeiro semestre, conforme ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Os dados são referentes aos veículos usados, com no mínimo seis anúncios diários no site.

Entre os modelos que mais desvalorizaram, está o Ford Focus S 1.6 com câmbio manual, cujo preço passou de R$ 60 mil para R$ 58,4 mil, queda de 2,6%. O segundo do ranking é o Nissan Versa SL 1.6, também transmissão manual, com baixa de 2,4%, para R$ 44,4 mil.

Na ponta inversa, modelos como o Toyota Corolla XEi, com motor 2.0 e câmbio automático e Chevrolet Agile 1.4 de câmbio manual, tiveram aumento de preços de 8,3% e 7,3%, respectivamente, para R$ 77,6 mil e R$ 42,5 mil.

escrever



Tags: Preço, inflação, WebMotors.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência