Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Motos: fábricas reveem projeções para baixo

Duas Rodas | 16/07/2014 | 17h50

Motos: fábricas reveem projeções para baixo

Produção e vendas devem recuar cerca de 3% e exportações, em quase 30%

MÁRIO CURCIO, AB

Assim como fizeram as montadoras de automóveis, caminhões e máquinas agrícolas, o setor de motos também reviu suas projeções para 2014. As previsões iniciais, que eram de estabilidade em relação a 2013, agora são todas de queda. A produção este ano deve ficar em 1.625.000 unidades, 2,9% abaixo do ano passado.

As vendas no atacado (das fábricas às concessionárias) em 2014 devem ficar em 1.545.000 motocicletas, recuo de 3% ante o ano passado. A Abraciclo também prevê ligeira retração nos emplacamentos. “Estimamos 1,5 milhão de unidades, uma pequena queda de 1,2% ante nossa projeção inicial de 1.515 motos no varejo”, afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

A exportação não escapou das revisões. No começo de 2014 a associação estimava 110 mil unidades, o que levaria a uma pequena alta de 4% sobre 2013, mas a retração do mercado argentino obrigou a entidade a rever para 75 mil unidades embarcadas, queda de 29,1% em relação às 105.187 motos vendidas ao exterior no ano passado.

PRODUÇÃO NO 1º SEMESTRE TEM QUEDA DE 8,4%

A montagem de motocicletas das fabricantes associadas à Abraciclo somou de janeiro a junho 769,6 mil unidades, resultando em retração de 8,4% ante o mesmo período do ano passado. O recuo mais acentuado entre as líderes de mercado ocorreu para a Suzuki, que neste primeiro semestre montou somente 4.617 unidades, 57% a menos que nos primeiros seis meses de 2013.

A fabricação da Kawasaki até junho deste ano foi de 3.115 unidades, 39,6% a menos que na primeira metade de 2013. A Dafra montou este ano 12.769 motocicletas, 32% a menos do que havia fabricado de janeiro a junho do ano passado.

A líder Honda fabricou 629,6 mil motos no período, 10,9% a menos. A Yamaha, segunda maior fabricante, conseguiu crescer graças a dois novos modelos de baixa cilindrada. Com isso, sua produção atingiu neste primeiro semestre 96,5 mil, alta de 27,9% sobre a primeira metade de 2013. Para ver os números completos de produção no semestre, acesse aqui . Para os dados de vendas no atacado, veja aqui .

VENDAS DIÁRIAS ESBOÇAM REAÇÃO

A média diária de lacrações, que ficou abaixo de 5,2 mil unidades em junho, deu indício de reação nesta semana: “Nesta primeira segunda-feira após a copa tivemos 6,1 mil motos emplacadas. Acreditamos que até o fim do ano a média diária irá oscilar entre 5,5 mil e 6,1 motocicletas emplacadas por dia útil”, estima o presidente da Abraciclo.



Tags: Abraciclo, Marcos Fermanian, emplacamentos, produção, vendas no atacado.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência