Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 11/07/2014 | 18h30

ZF negocia aquisição da TRW

Fusão pode criar a segunda maior empresa de autopeças, com faturamento de US$ 40 bi

REDAÇÃO AB

A alemã ZF, especialista na produção de sistemas de direção, embreagens, eixos e transmissões, fez proposta preliminar para aquisição da americana TRW, a maior fabricante de sistemas de segurança veicular do mundo (airbags, sitemas de freios, ABS e cintos de segurança, entre outros), segundo informações da agência de notícias Bloomberg divulgadas esta semana. Caso a negociação se confirme, a ZF poderá se tornar a segunda maior fabricante de autopeças do mundo, com faturamento anual em torno de US$ 40 bilhões.

Em comunicado, a ZF informa que conversa com a TRW sobre uma possível oferta, mas diz que nenhuma decisão foi tomada. A TRW, por sua vez, confirma a proposta sem identificar o potencial comprador. “A empresa está avaliando a proposta recebida, bem como outras alternativas estratégicas que possam aumentar o valor do acionista. Não há garantia de que as negociações possam levar a um acordo”, anunciou a TRW.

Com a aquisição da TRW, a ZF passaria a ter domínio da tecnologia de sensores de airbags. A ZF é especializada na fabricação de autopeças para veículos pesados. Enquanto a TRW foca mais nos leves. A TRW faturou US$ 17,4 bilhões no ano passado. A ZF, US$ 22,9 bilhões.

Embora nenhum valor ainda tenha sido divulgado, fonte ligada à negociação disse à Bloomberg que a ZF teria oferecido entre US$ 11 bilhões e US$ 12 bilhões para assumir o controle da empresa. Para o analista Ivan Feinseth, da Tigress Financial Partners, é uma cifra baixa. “Sentimos que a TRW vale muito mais e seria uma aquisição estratégica para uma série de outros fabricantes de autopeças”, avaliou. Feinseth diz que cada ação da TRW pode valer entre US$ 120 e US$ 135 e que a empresa poderia ser avaliada em cerca de US$ 15 bilhões.

Com o anúncio da negociação, as ações da TRW na Bolsa de Nova York subiram 8% na quinta-feira, 10, e fecharam em US$ 98,91, recorde histórico. A esse preço, a TRW teria valor de mercado de US$ 11 bilhões .

A ZF é a nona maior fabricante de autopeças do mundo e a TRW, a 11ª, segundo ranking de faturamento publicado pela Automotive News no fim do ano passado. Juntas, como única companhia, ZF e TRW poderão ultrapassar a japonesa Denso, que faturou US$ 35,8 bilhões em 2013, mas ainda sim ficariam na segunda posição do ranking, atrás da alemã Robert Bosch, a maior empresa de autopeças do mundo.

O principal cliente da TRW é Volkswagen, que respondeu por 24,7% das vendas da empresa no ano passado, seguida pela Ford, com 18,5%. O maior mercado para a fabricante no ano passado foi a Europa, com 40,8% da receita, seguida pela América do Norte, com 35,6%.

CONCORRÊNCIA COM A BOSCH

Além de disputar o posto de maior fabricante de autopeças do mundo, esta possível nova companhia, nascida da junção entre TRW e ZF, poderá gerar conflitos maiores com a Bosch.

Isso pode acontecer porque a ZF já mantém joint venture em partes iguais com a Bosch, a ZF Lenksysteme, para a produção de sistemas de direção. Por enquanto, nada sobre a ZF Lenksysteme foi publicado após o anúncio da negociação entre ZF e TRW.



Tags: ZF, TRW, Bosch, Denso, autopeças, transmissão, eixos, direção.

Comentários

  • Antonio Marcos

    SERIA UM BOM NEGOCIO PARA A CONCORRENCIA GLOBAL.

  • Lucio

    Ai sim.....

  • Marcos Augusto

    Tomara que de certo essa parceria parabens a todos

  • josé domingos

    será ótimo negocio para ambas partes, tomara que de certo.

  • Claudinei Eberle

    seria ótimo para a trw ser administrada por uma empresa alemã, pois a administração americana na trw é de empresa pequena, falta competencia e não valoriza seus funcionarios. Tomara que de certo.

  • jaime

    SERIA UM BOM NEGOCIO todos nos ganharemos com isso

  • luiz carlos

    seria uma ajuda dos deuses,pois os funcionarios nao estao com asegurança na trw pois a empreza paaaaassa por maus momentos de administraçao.

  • zhee

    o cenario aq em sorocaba num e um dos melhores ,qem sabe ja num seja por causa disso....vamos aguardar ...

  • Roberto dos Santos

    Seria uma ótima oportunidade para a TRW se levantar e sair desta decadência em que se encontra. Quem trabalhou ou trabalha na TRW sabe da crise que a empresa está passando principalmente das Unidades do Brasil.

  • valdeci

    Olá companheiros e leitores, como todos devem saber as fusões devem sim acontecer principalmente entre as gigantes dos mercados, mais acreditamos que estejam sendo acompanhadas pelos nossos ilustres políticos para que a classe trabalhadora não venha pagar tudo isso com os seus empregos, evasão de empresas.

  • alex

    Que Deus possa abençoar a todos com esta decisão,estão todos ciente das condições que estamos passando,que esta seja a melhor solução e que todos da família trw possam ser beneficiados com esta transação,que Deus possa abençoar a todos funcionários pais de famílias,Amém.

  • José Algusto

    O dia de amanhã só Deus quem sabe,más estamos otimistas para ver melhoria que se espera dos administradores da ZF.

  • Ronaldo Ribeiro

    Equipe CDA limeira esta muita anciosa com esta transição.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência