Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 10/07/2014 | 14h44

Volvo XC90 terá versão híbrida de 400 cv de potência

Modelo promete alto desempenho com apenas 60 g/km de CO2

REDAÇÃO AB

A Volvo promete para o fim deste ano o novo XC90. O carro terá uma versão com até 400 cavalos e baixa emissão de gás carbônico, cerca de 60 gramas por quilômetro, o que o colocará com o utilitário esportivo com o mais limpo. O carro tem sete lugares e trará uma nova linha de motores Drive-E, com boa uma combinação entre desempenho e economia de combustível.

Todos os motores Drive-E têm quatro cilindros. “Criamos uma família de motores a gasolina e a diesel com curvas de potência que permitem dirigibilidade emocionante e ao mesmo tempo entregam economia de combustível sem igual”, afirma o vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento da Volvo Car, Peter Mertens.

Segundo a Volvo, o baixo nível de emissões de CO2 do novo XC90 vai reforçar a liderança da montadora no lançamento de tecnologias mais adequadas ao meio ambiente. De acordo com dados monitorados pela Associação Europeia da Indústria Automotiva (Acea), a Volvo Car reduziu as emissões médias de CO2 de sua frota em cerca de 8,4% de 2012 a 2013. TECNOLOGIA TWIN ENGINE

Os motores Drive-E vão equipar toda a gama da Volvo nos próximos anos. O topo de linha Twin Engine será ao mesmo tempo um carro elétrico (plug-in), híbrido e de alto desempenho. Por isso, ele será identificado pelo logotipo T8. Ele utiliza um compressor mecânico para preencher garantir força desde as rotações mais baixas e trabalha em conjunto com um turbocompressor. O motor elétrico atua nas rodas traseiras e garante torque de imediato. A condução normal ocorre no modo híbrido padrão, que utiliza um motor Drive-E 2.0 de quatro cilindros turboalimentado a gasolina, que aciona as rodas dianteiras. Os 80 cv do motor vão paras as traseiras. Apertando um botão, o motorista alterna para o modo de condução silencioso e livre de emissões, passando a usar somente eletricidade. Neste caso a autonomia é de 40 quilômetros. Quando necessário, é possível reverter de imediato para a capacidade combinada dos motor a gasolina e elétrico, com 400 cv de potência e 65,3 mkgf de torque. Outros motores equiparão o XC90: twin turbodiesel de 225 cv, turbodiesel de 190 cv, T6 a gasolina com compressor mecânico, turbo e 320 cv e T5, de 254 cv. Além dos motores, a nova tecnologia de chassi da Volvo permite mais flexibilidade dentro do carro.



Tags: Volvo, XC90, Drive-E, Peter Martens, Acea, Twin Engine, compressor mecânico.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência