Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 06/06/2014 | 19h34

Voith: 4 mil câmbios automáticos entregues no Brasil

Empresa comemora efeito Copa e aposta na alta demanda no País

SUELI REIS, AB

Quando iniciou seu plano de trazer transmissões automáticas de veículos comerciais pesados para o Brasil, há 20 anos, a Voith não esperava que fosse preciso realizar uma Copa do Mundo para que o País começasse a alavancar a demanda por este produto. O evento, somado aos próximos Jogos Olímpicos, potencializou a alta da demanda, que deu sinais de crescimento há cinco anos, quando as cidades sedes se moveram para reequipar ou começar a planejar melhor o desenvolvimento de sua mobilidade urbana. Parte delas adotou o sistema de BRT, o que deu impulso a um mercado de ônibus mais modernos e eficientes que aos poucos foram integrados nas frotas das cidades.

Segundo Rogério Pires, diretor de desenvolvimento de negócios de veículos comerciais da Voith Américas, a empresa contabilizou a entrega total de 4 mil transmissões automáticas DIWA.5 só nos últimos cinco anos. “As cidades adotaram sistemas complexos de mobilidade, o que gerou atrasos que nós já conhecemos. O fato positivo é que os projetos de fato existiram, as mudanças estão ocorrendo e este será o legado.”

O executivo complementa que o País está seguindo uma tendência global de modernização de seus veículos, apesar de o Brasil ainda estar em níveis de automação mais baixos que outros mercados, como os da Europa.

“Estamos bastante otimistas porque há um potencial no País para este tipo de tecnologia. É fato que se não houver planos eficientes de mobilidade, as cidades vão parar. E as empresas já perceberam que o processo de automatizar leva à eficiência, e por consequência, à redução de consumo, de custos de manutenção, além de aumentar a eficiência operacional. Um exemplo é um cliente que registrou a redução de 70% dos acidentes com ônibus urbano após a adoção da transmissão automática. Isso demonstra a vantagem para o motorista, que ganhou liberdade para dar mais atenção ao trajeto, sem precisar se preocupar com a passagem de marchas do veículo” relata.

As transmissões da Voith são montadas na matriz e finalizadas na fábrica localizada em São Paulo, na região do Jaraguá, considerada o maior site industrial da empresa fora da Alemanha. Na unidade também são fabricados retarders para ônibus e caminhões e está iniciando o processo de fabricação de compressores para veículos comerciais.



Tags: Voith, transmissão automática, caminhões, ônibus, mobilidade urbana.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência