Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 09/04/2014 | 17h28

Motocicletas: crescem as vendas acima de 450 cc

Modelos grandes registram alta de 20,3% sobre o 1º trimestre do ano passado

MÁRIO CURCIO, AB

Por causa do grande número de lançamentos, o segmento de motos de alta cilindrada, acima de 450 centímetros cúbicos, registrou forte crescimento nos emplacamentos do primeiro trimestre no confronto com o mesmo período do ano passado. De janeiro a março deste ano foram lacradas 12.988 unidades zero-quilômetro desse tipo, resultando em alta de 20,3% sobre igual período do ano passado.

Os números foram divulgados na quarta-feira, 9, pela Abraciclo, associação que reúne fabricantes de motos e bicicletas. “Dos 29 lançamentos de 2013, 17 foram acima de 450 cc”, afirma o presidente da entidade, Marcos Fermanian.

A segunda maior alta no período, de 5,6%, ocorreu entre os modelos de 151 a 449 cc, que registraram 36,8 mil unidades no trimestre. O setor de maior volume de emplacamentos, até 150 cc, teve 315,5 mil motos lacradas e ligeira alta de 3%.

PRODUÇÃO SOBE 6,6% NO TRIMESTRE

As fábricas de motos instaladas em Manaus aumentaram o ritmo no primeiro trimestre de 2014. No período foram montadas 408,6 mil unidades, crescimento de 6,6% sobre os mesmos três meses do ano passado. As vendas no atacado (das indústrias para a rede) somaram 369,2 mil motocicletas, com discreta alta de 0,5%.

“Tivemos nesses três meses uma média diária de emplacamentos de 5.989 unidades. No primeiro trimestre do ano passado ela estava em 5.869 motos”, afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Szaven Fermanian.

Segundo o executivo, os números positivos no início do ano continuam refletindo promoções da indústria e concessionários, antevendo um período difícil durante a Copa do Mundo: “Acreditamos que as vendas devem cair em maio e junho”, diz Fermanian. As fabricantes temem que a procura por TVs comprometa a capacidade de endividamento de alguns motociclistas e estes acabem adiando a compra ou troca do veículo. A entidade, no entanto, mantém a projeção de um mercado estável, com pouco mais de 1,5 milhão de motocicletas emplacadas até o fim do ano.

VENDAS À VISTA CRESCEM MAIS DE 17%

A análise trimestral mostra que as vendas de motos à vista atingiram 117 mil unidades no primeiro trimestre, registrando alta de 17,3%. “Vale dizer que nem todos esses negócios são fechados com dinheiro vivo. Pode haver algum tipo de parcelamento no cartão também”, recorda o presidente da Abraciclo.

A forma predominante de vendas continua sendo o financiamento por Crédito Direto ao Consumidor (CDC), que registrou 136,7 mil negócios fechados e queda de 3,2%. O papel do consórcio continua importante para o segmento e resultou na venda de 111,5 mil unidades, mas, na comparação com o primeiro trimestre de 2013, a modalidade teve alta de apenas 0,4%.

EXPORTAÇÕES AUMENTAM 18,9%

De janeiro a março foram exportadas 26,6 mil motocicletas, volume pequeno, mas 18,9% maior que o do mesmo período de 2013. No primeiro trimestre do ano passado a Argentina respondia por 67%, participação que está agora em 74%. Outros importantes destinos das motocicletas fabricadas no Brasil são Estados Unidos, Peru, Colômbia e Equador.

Para ver a planilha 2014 completa, com a produção por modelo e fabricante, clique aqui. Para as vendas no atacado, clique aqui.



Tags: Motos, motocicletas, Abraciclo, alta cilindrada, 450 cc, 150 cc. Marcos Fermanian. Produção, emplacamentos, CDC, consórcio, financiamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência