Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 03/04/2014 | 21h00

Fiat terá centro de engenharia no Porto Digital do Recife

Unidade vai atender necessidade de desenvolvimento da fábrica de Goiana

PEDRO KUTNEY, AB

Além da fábrica que constrói em Goiana (PE), a Fiat Chrysler também vai instalar um centro de pesquisa e desenvolvimento no Estado. Será localizado dentro do Parque Tecnológico Porto Digital, antiga zona portuária da capital Recife que desde o começo dos anos 2000 recebeu incentivos do governo para abrigar empresas nascentes desenvolvedoras de softwares e jogos. Agora também poderá projetar carros.

A notícia foi confirmada pela imprensa local na quinta-feira, 3, quando foi assinado o protocolo de intenções para a instalação do centro por Stefan Ketter, vice-presidente de manufatura do Grupo Fiat Chrysler e responsável pelo projeto Pernambuco da empresa, o governador Eduardo Campos e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, entre outras autoridades. O centro será instalado no prédio a ser reformado de uma antiga fábrica de tecidos do início do século 20.

Não foi divulgado o valor do investimento. Segundo o Diário de Pernambuco, Ketter prevê que as instalações, estejam funcionando plenamente no prazo de até dois anos, com criação de até 500 empregos para engenheiros e técnicos de diversas áreas. O centro poderá validar processos e produtos, além de realizar desenvolvimento de projetos de componentes para o polo automotivo em formação no entorno da fábrica de Goiana, que inicialmente irá contar com 11 fornecedores diretos. O investimento total na região já soma R$ 7 bilhões, sendo R$ 4 bilhões na planta de veículos, R$ 500 milhões para a produção de motores e os R$ 2,5 bilhões restantes pelos fabricantes de peças.

GOIANA

Segundo a Fiat, a fábrica está com 75% das obras prontas e em setembro começam os testes de linha de produção. Com investimento de R$ 4 bilhões e capacidade para 250 mil unidades/ano, o primeiro carro a ser produzido em Goiana será um Jeep, marcando assim a primeira operação conjunta no mundo da FCA, a Fiat Chrysler Automobiles, criada no início deste ano, após a Fiat assumir o controle total do Grupo Chrysler. O utilitário esportivo compacto Jeep Renegade deve começar a ser fabricado comercialmente a partir do início de 2015. “Mas também produziremos outros veículos lá”, confirmou Cledorvino Belini, agora presidente da FCA América Latina.

Desde quando iniciou o projeto de construir sua segunda fábrica no Brasil, em 2010, a Fiat tinha planos de produzir um modelo compacto de baixo custo. Segundo dizem alguns fornecedores, esse programa foi postergado, mas ainda está em execução. A planta de Goiana seria uma opção natural para o novo modelo, aproveitando a proximidade com o crescente mercado do Nordeste do País, mas ele também poderia ser feito em Betim (MG). Apesar de seus quase 40 anos de operação, a unidade mineira ainda tem energia para queimar, pois passa por processo de expansão que, até o fim deste ano, eleva a capacidade de produção de 800 mil para 950 mil veículos/ano.

Dessa forma, no fim de 2014, a Fiat (ou FCA) deverá inaugurar não uma, mas duas novas fábricas no País, pois além de Goiana a capacidade acrescentada a Betim é equivalente a uma nova planta, com potencial produtivo até maior do que algumas já instaladas no Brasil.



Tags: Fiat, Chrysler, Pernambuco, desenvolvimento, pesquisa, engenharia, P&D, investimento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência