Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 03/04/2014 | 16h30

Cai liberação de recursos para o financiamento de veículos

Segundo a Anef, instituições financeiras concederam R$ 8,9 bilhões em fevereiro

REDAÇÃO AB

As liberações de recursos para financiamento de veículos caíram 7,2% de janeiro para fevereiro, segundo relatório divulgado na quinta-feira, 3, pela Anef, associação que representa as empresas financeiras das montadoras de automóveis, ônibus, caminhões e motocicletas.

Os dados mostram que estas instituições concederam R$ 8,9 bilhões em fevereiro, o que representa a terceira queda mensal consecutiva. Em dezembro, foram liberados R$ 11,4 bilhões, e em janeiro, R$ 9,6 bilhões. Dos recursos concedidos em fevereiro, R$ 7,2 bilhões foram direcionados a financiamentos para pessoa física e R$ 1,7 bilhão, para pessoa jurídica.

Na comparação com fevereiro de 2013, quando foram concedidos R$ 7,4 bilhões, contudo, houve alta de 20,1%. Mas Décio Carbonari, presidente da Anef, lembra que fevereiro de 2014 teve mais dias úteis: foram 20 este ano contra 17 em 2013 por causa do feriado do carnaval.

“Mesmo com as seguidas quedas da inadimplência, fato que anima e dá maior fôlego às instituições financeiras, temos que analisar de forma realista o setor de crédito automotivo. Este tem sido o início de ano mais travado, pelo menos nos últimos dez anos. Mesmo assim, as associadas da Anef acreditam que durante 2014 o saldo deve ficar estagnado, sem variação positiva, nem abaixo de 2013“, avalia Carbonari.

Em fevereiro, a inadimplência, que registra o não pagamento com mais de 90 dias, apresentou queda de 0,1 ponto percentual, chegando a 5,1% (CDC para pessoa física). Os atrasos inferiores a 90 dias também apontaram baixa: de 7,8%, em janeiro, para 7,5% em fevereiro.

Após sete quedas consecutivas, o saldo das carteiras de CDC e Leasing para financiamento de veículos chegou a R$ 225,5 bilhões em fevereiro, atingindo valor 5,4% menor que o segundo mês do ano passado, quando contabilizava R$ 238,4 bilhões.

Ainda segundo a Anef, as taxas de juros apresentaram novas altas em fevereiro. A ponderação média das taxas utilizadas pelo mercado, para pessoa física, subiu de 1,72% a.m. e 22,7% a.a para 1,78% a.m e 23,6% a.a, respectivamente. As taxas praticadas pelas associadas da Anef passaram de 1,32% a.m. e 17,04% a.a. para 1,35% a.m e 17,46% a.a. A taxa Selic, que iniciou o exercício em 0,84% a.m. e 10,50% a.a., subiu para 0,85% a.m. e 10,75% a.a.

Nos contratos firmados em fevereiro, os planos máximos oferecidos pelos bancos foram de 60 meses, mas a média manteve-se em 42. Em igual período de 2013, alcançou os 43 meses.

Confira o relatório completo da Anef aqui.



Tags: Anef, financiamentos, veículos, Décio Carbonari.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência