Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 02/04/2014 | 18h10

Sérgio Ferreira retorna à Chrysler como diretor

Carlos Eugênio Dutra cuidará de planejamento e estratégia de produto

REDAÇÃO AB

Diante de metas ambiciosas de crescimento no Brasil, principalmente da marca Jeep, o Grupo Fiat Chrysler, que constrói fábrica de veículos em Goiana (PE), anuncia mudanças no quadro de executivos.

Na quarta-feira, 2, Sérgio Ferreira reassume o cargo de diretor geral do Grupo Chrysler do Brasil e da marca Jeep na América Latina, funções que exerceu entre fevereiro de 2011 e agosto de 2013, quando saiu do grupo para ocupar a vice-presidência de vendas e marketing da Nissan do Brasil.

Carlos Eugênio Dutra, que vinha acumulando essa função com a de diretor de planejamento e estratégia de produto da Fiat e da Chrysler, passa a se dedicar exclusivamente ao desenvolvimento de veículos.

Bacharel em economia com especialização em administração de empresas, Sérgio Ferreira retorna com o desafio de desenvolver as marcas do Grupo Chrysler, ampliar a rede de concessionários e preparar a operação para um crescimento substancial em termos de importância estratégica e volume de vendas a partir da fabricação de modelos da marca Jeep em Pernambuco.

Em contrapartida, Carlos Eugênio Dutra poderá focar no desenvolvimento de produtos para Fiat e Chrysler e no planejamento estratégico das várias marcas de automóveis do grupo, área que tem ganhado complexidade em função dos investimentos que estão sendo feitos na nova fábrica e também no ciclo de renovações de produtos nas tradicionais instalações industriais da Fiat.



Tags: Chrysler, Fiat, Sérgio Ferreira, Carlos Eugênio Dutra, carreira.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência